Palmas

Foto: Valério Zelaya - Secom Palmas

Um levantamento divulgado nesta segunda-feira, 29, pela Organização das Nações Unidas (ONU), aponta as melhores cidades para se viver no Brasil, avaliando a longevidade (saúde), renda per capita e educação, com base nos dados captados pelo Censo Demográfico de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na publicação, intitulada "Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013", Palmas aparece na septuagésima sexta (76º) colocação, ao lado de Fernando de Noronha (PE), Indaiatuba (SP) e outras seis cidades do interior paulista e catarinense. 

Na classificação do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, a capital tocantinense recebeu 0,788 de avaliação, resultado que coloca Palmas com a melhor posição entre todos os municípios do Norte do Brasil.

Num comparativo com pesquisas anteriores, constata-se um crescimento expressivo.  Em 1998 os dados revelaram um percentual de 0,43% e em 2003 o número saltou para 0,65%. Num contexto que vai de 0 a 1: quanto mais próximo de zero, pior o desenvolvimento humano; quanto mais próximo de um, melhor.

Classificação  Nacional

O município de São Caetano do Sul, no ABC paulista, tem o maior IDHM - 0,862%. Já Melgaço no Pará apresentou a pior avaliação - 0,418%

Tocantins

No Estado, Paraíso do Tocantins é a segunda cidade em qualidade de vida com uma pontuação de 0,76%. A pior classificação é o município de Recursolândia. A cidade está entre os 50 piores IDHM e registrou 0,50%. (Com informações da Prefeitura)

Por: Redação

Tags: IDHM, Palmas, Paraíso do Tocantins, Pnud