Polí­tica

Foto: Divulgação

A Rede Sustentabilidade, partido em formação que tem na ex-senadora Marina Silva sua liderança mais expressiva nacionalmente, encaminha nesta quarta-feira (31/7), às 18h, pedido de registro ao Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins, já com a formalização de sua direção estadual provisória. O Tocantins é um dos Estados em que o novo partido já atingiu a meta de assinaturas de apoio, devidamente certificadas, exigidas em lei.

A sigla precisa criar nove diretórios estaduais antes de pedir o registro definitivo ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na última segunda-feira (29/7) foram apresentados os registros em seis Estados que também atingiram o número mínimo de assinaturas exigidas pela legislação eleitoral: Mato Grosso do Sul, Amazonas, Sergipe, Distrito Federal, Santa Catarina e Piauí.

Estão previstas para os próximos dias o pedido de reconhecimento dos diretórios em outros quatro Estados (Acre, Alagoas, Rondônia e Amapá).

No total, são exigidas 491.656 declarações de apoio certificadas por cartórios eleitorais em todo o País até o início de outubro. Até agora, a Rede conseguiu cerca de 818 mil assinaturas, das quais pouco mais de 125 mil já passaram pelo crivo dos cartórios.

Na semana passada, a Direção Nacional da Rede emitiu uma nota pública em que cobrava agilidade da Justiça Eleitoral para validar as declarações de apoio necessárias para registrar a sigla, uma vez que estava encontrando dificuldades em vários locais do País.