Polí­tica

Foto: Divulgação

O Ministério da Saúde anunciou o investimento de R$ 3,1 milhões para a realização de cirurgias eletivas com o objetivo de reduzir o tempo de espera nestes procedimentos no Sistema Único de Saúde (SUS). As cirurgias eletivas são aquelas que podem ser agendadas e que não precisam ser realizadas em caráter de urgência.

O recurso será destinado imediatamente, e até 2014, Tocantins poderá receber recursos adicionais mediante análise da produção efetuada com a liberação da primeira parcela.  Os recursos serão aplicados nas especialidades de maior demanda e naquelas escolhidas pelos gestores locais, conforme a realidade de sua região.

Segundo o deputado federal Osvaldo Reis (PMDB/TO) a ampliação dos recursos aumenta o número de cirurgias eletivas e reduz o tempo de espera. “R$ 830,9 mil serão destinados à realização de cirurgia de catarata e R$ 19,9 mil para tratamento de varizes, cirurgias ortopédicas e nas áreas de urologia, oftalmologia e otorrinolaringologia, incluindo retirada de amígdalas. Outros R$ 2,2 milhões atenderão as demandas apresentadas pelos gestores estaduais”, frisou o deputado.

O deputado lembrou ainda que o atendimento será dado preferencialmente com problemas de saúde relacionados a cataratas, varizes, necessidades ortopédicas e outras doenças nas áreas de urologia, oftalmologia e otorrinolaringologia, incluindo retirada de amígdalas. Além desses casos, a população pode ter acesso a operações de ginecologia, angiologia, proctologia, mastologia, gastroenterologia e cirurgia geral.