Palmas

Foto: Antônio Gonçalves

Proporcionar mais celeridade a obras de infraestrutura sem comprometer o orçamento municipal com o pagamento da contrapartida é o objetivo do contrato de financiamento de mais R$ 27 milhões assinado pelo prefeito de Palmas, Carlos Amastha e pelo superintendente regional em exercício da Caixa Econômica Federal, Ricardo Castro Lima na tarde desta terça-feira, 20. 

O valor financiado com juros diferenciados viabilizará o custeio da contrapartida municipal em obras já contratadas e em andamento de infraestrutura, habitação e saneamento que representam um investimento de R$ 118.508 milhões. Com o financiamento, o valor já pago de contrapartida, superior a R$ 7 milhões, será revertido aos cofres municipais.

“Representa um alívio duplo de caixa, pois além de não termos que despender esse valor ainda retornará para o tesouro municipal mais de R$ 7 milhões, o que nos dará folga para realizarmos novos investimentos e alavancar novos empréstimos para viabilizar o pacote de obras que queremos realizar em Palmas”, ressaltou o prefeito Carlos Amastha. 

Amastha ainda destacou a importância do bom relacionamento com o órgão federal e o empenho da equipe. “Quero agradecer à Caixa Econômica pela parceria que contribui na aceleração do andamento de processos e à equipe do município, como a Secretaria de Finanças, que atuou para que o município estivesse adimplente e com capacidade para contrair esse investimento. Além dos técnicos que trabalharam para que os recursos disponibilizados pelos contratos não fossem perdidos, mas transformados em obras.” 

Na ocasião, Ricardo Castro destacou, “para a Caixa é uma alegria ser parceira da Prefeitura de Palmas na viabilização desse contrato vultoso que irá possibilitar melhor qualidade de vida aos palmenses.” 

Entre as obras inseridas nos contratos está a drenagem e pavimentação de vias no Jardim Aureny III, que está em andamento, a macrodrenagem da LO-15, construção de praças, entre outras obras. 

Financiamento

O valor financiado é de R$ 27.741.618,00 milhões, com taxa de juros de 3,4 % ao ano, com duração de 80 meses, sendo 22 meses de carência e 58 meses para amortização. 

O montante financiado permanece em uma conta na Caixa, sendo liberado de acordo com o andamento das obras, após as medições feitas pela instituição. (Secom Palmas)