Estado

Foto: Divulgação

Os empregados públicos da Unitins continuam acompanhando de perto a tramitação do projeto de lei da data-base e cobrando sua aprovação. Na última terça-feira, 20, eles compareceram à Assembleia Legislativa. Mais uma vez, o projeto não entrou na pauta do dia. A data-base da Unitins está atrasada desde março deste ano, mas o projeto só foi encaminhado em julho para a Assembleia.

Representando o SISEPE-TO, esteve junto com o grupo a diretora de comunicação do Sindicato e servidora da Unitins, Albânia Lira. O projeto teve pedido de vistas do deputado Stalin Bucar e ainda não foi votado nas comissões internas da Casa de Leis. Ele estabelece a correção das perdas de 6,77% no salário dos servidores efetivos da Unitins.

Portando cartazes que pediam a aprovação da lei, os servidores também cobraram progressões e realização de concurso público para a Universidade.

Questionando pelos empregados da Unitins, o deputado Stalin Bucar informou que já determinou a devolução do projeto às comissões para ser votado, o que deverá acontecer ainda esta semana.

Plano de carreiras

O Sisepe também está participando da revisão do Plano de Empregos, Carreiras e Salários (PCCS) dos Técnico-Administrativos efetivos da Unitins. Na próxima sexta-feira, dia 23, a Comissão se reunirá mais uma vez. Instituída por meio da Portaria/Unitins/GRE nº 174/2013, a Comissão tem o intuito de propor alterações e melhorias na lei que criou o PCCS dos servidores da Universidade. A reunião acontecerá às 14 horas, no gabinete da reitoria. (Com informações do Sisepe)