Palmas

Foto: Divulgação

Segundo informações de fontes da prefeitura de Palmas a atual gestão deve fazer uma mini reforma na administração nos próximos dias. Com o novo formato que está sendo estudado a articulação política ganhará mais espaço. O prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP) confirmou que a nova reforma está em curso. “Existe uma mini- reforma em curso, é eminentemente técnica”, resumiu.

O secretário de Planejamento, Adir Gentil deve deixar o comando da pasta e assumir a secretaria Executiva de Governo e Relações Institucionais para se dedicar mais à parte política e relação com a Câmara de Palmas, principalmente agora após mobilização entre alguns vereadores da base que culminou na rejeição do projeto que propôs a criação da Agência de Águas no município.

O prefeito deve definir quem assumirá no lugar de Adir mas há a possibilidade de algum outro secretário acumular o cargo.

Outra alteração estudada, conforme apuramos, é a saída de Ricardo Blindo  da Secretaria de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte que deverá ser ocupada pelo secretário Executivo Cristian Zini. Já Blindo deve assumir como secretário Executivo do Instituto de Planejamento, Ipup, que tem à frente Luiz Masaru Hayakawa.

Outra alteração será que a Procuradoria será desmembrada da Secretaria de Assuntos Jurídicos. Sendo assim a pasta de Transparência e Controle Interno absorverá a parte de Assuntos Jurídicos.

O vereador licenciado José do Lago Folha (PTN) também é cotado para assumir uma pasta na gestão possibilitando assim que a suplente Vânia do Aureny III continue na vaga dele na Câmara da capital.

Além de Folha a gestão voltará a ter em seus quadros o vereador Valdemar Junior (PSD) que retornará para a Secretaria de Meio Ambiente nos próximos dias abrindo vaga para o tucano Hiram Gomes assumir na Câmara.