Polí­tica

Foto: Divulgação

 O prefeito de Palmas Carlos Amastha afirmou que considera a Proposta de Emenda Constitucional 298/2013, apresentada pela deputada Goiaciara Cruz (PSD), um retrocesso à liberdade prevista na Constituição Brasileira. “Além de imoral, a própria PEC é inconstitucional pois vai contra a liberdade e é também preconceituosa”, afirmou.

 Para o gestor, a proposta apresentada fere o direito de todo Brasil, vai contra a igualdade, a justiça e o exercício dos direitos sociais e individuais. Segundo ele, Vale ressaltar que esse tipo de alteração não é possível ser feita através de emendas. É preciso uma nova constituinte. Portanto, o prefeito Carlos Amastha repudia a PEC 298/2013 e considera que a mesma será motivo de chacota e constrangimento ao Tocantins, que tem demandas mais importantes a serem consideradas.

A Proposta de Emenda Constitucional 298/2013, visa garantir somente a brasileiros natos a possibilidade de candidatura aos cargos eletivos de governador e vice- governador de Estado. Caso a PEC seja aprovada estrangeiros, mesmo que naturalizados como é o caso de Amastha, não poderão pleitear cargos eletivos.A PEC foi criticada pelo próprio companheiro de partido de Goiaciara, o vereador Valdemar Junior que chegou a afirmar que a proposta teria como propósito inviabilizar possíveis pretensões políticas de Amastha,

O Conexão Tocantins tentou por várias vezes ouvir a deputada sobre a proposta mas ela não atendeu as ligações no celular.

Por: Redação

Tags: Carlos Amastha, Goiaciara Cruz