Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Colinas do Tocantins tenta desvendar o mistério do desaparecimento da funcionária pública, Pitudjo Kayapó. Ela, que trabalha como merendeira no Colégio Estadual Ernesto Barros, desapareceu na última quarta feira, 28. A mulher é de origem indígena e mãe de cinco filhos.

A Delegacia informou ao Conexão Tocantins que o maior suspeito de envolvimento do desaparecimento é o ex-marido dela que também não é encontrado desde o dia 28. O delegado responsável pelo caso é Vinícius Mendes de Almeida que vai averiguar a sede da Fazenda onde o ex-marido dela trabalhava em busca de pistas do paradeiro do casal.

Segundo informações de amigos e conhecidos da servidora,  o ex-marido chegou a ameaçá-la algumas vezes e teria sido visto na noite do desaparecimento saindo da residência de Kayapó.