Polí­tica

Foto: Divulgação

Voto contrário à federalização do Hospital de Doenças Tropicais (HDT) e Fundação de Medicina Tropical (Funtrop) de Araguaína. Esse é o posicionamento do deputado estadual Sargento Aragão (PPS). Em audiência pública realizada na cidade, na tarde desta sexta-feira, 31, Aragão criticou a possibilidade de extinção: “Qualquer coisa que venha a extinguir o HDT, o meu voto é contrário”, reiterou o deputado.

Na proposta feita pelo governo do Estado, o HDT e a Funtrop serão doados à Universidade Federal do Tocantins (UFT). O público acompanhou a audiência com cartazes em repúdio às extinções. Os pedidos foram os mesmos: manter O HDT, a Funtrop e trazer um curso de Medicina para a UFT de Araguaína.

Sargento Aragão lembrou que no ano de 2012 o HDT ganhou prêmio excelência em saúde pública: “O único hospital que presta no Estado ele [governador Siqueira Campos]­ quer doar”, criticou. Ele completou: “Esse governo não acerta uma. É uma trapalhada atrás da outra. Não tenho voto na Comissão de Saúde, mas tenho voto no plenário. Esse, será contra a proposta do governador [Siqueira Campos]”, afirmou.

Bastante aplaudido, Aragão pediu ao público que continue com as mobilizações contra a extinção do HDT e da Funtrop: “Precisamos dessa forma de mobilizar. Contem comigo para a mobilização, em Palmas, na Assembleia”, afirmou.

Agora, o próximo trâmite do projeto, que discute a federalização do HDT e da Funtrop, será o voto no plenário da Assembleia Legislativa, que deve acontecer durante sessão extraordinária, marcada para a próxima segunda-feira, 2. (Com informações da Assessoria)