Polí­tica

Foto: Divulgação

Após ingressar com ação de perda de cargo eletivo por desfiliação partidária contra o senador do Tocantins, Vicentinho Alves, no Tribunal Superior Eleitoral a direção nacional do PR informou ao Conexão Tocantins nesta sexta-feira, 6, que não comenta iniciativas produzidas no âmbito do judiciário.

“A direção nacional do partido da republica por princípio e critério não comenta iniciativas produzidas no âmbito do poder judiciário. Suas manifestações serão restritas à condução da matéria no foro competente”, informou a direção nacional em nota ao Conexão Tocantins.

Conforme o Site informou ainda nesta quinta-feira, 5, o PR ingressou com aPET Nº 63181 pedindo o mandato do senador que deixou os quadros da legenda. Os advogados do PR na Ação são Ana Daniela Leite Aguiar e Fernando de Carvalho e Albuquerque. A ação, que foi protocolada nesta quinta-feira, já está no gabinete no ministro Marco Aurélio Mendes de Farias Mello que é o relator.

O partido alega que o senador deixou os quadros da sigla. Vicentinho há algumas semanas anunciou interesse em ingressar nos quadros do PSB mas frisou que ia aguardar liberação do PR. Na semana passada o senador informou que o partido não concedeu a liberação e que iria analisar como iria proceder diante da situação.

O Conexão Tocantins tentou por várias vezes tentou contato com a assessoria de Imprensa e também diretamente com o próprio senador para comentar o assunto mas nenhuma ligação foi atendida até o fechamento desta matéria.No gabinete a informação é de que o senador está numa audiência em um ministério. 

Também procurado para comentar o assunto o PR estadual, presidido por João Ribeiro, ainda não se manifestou sobre o caso.