Polí­tica

Foto: Divulgação

Por 6X0 o pleno Tribunal Regional Eleitoral (TRE-TO), rejeitou nesta última quinta-feira, 5, o Recurso Eleitoral Contra Expedição de Diploma (Rced) do prefeito de Palmas, Carlos Amastha. O Rced foi impetrado pelo candidato derrotado na eleição de 2012, Marcelo Lelis (PV).

O processo foi relatado pelo juiz José Ribamar Mendes Júnior,  que votou pelo improvimento do Recurso. A decisão foi acompanhada por unanimidade pelos membros da corte.

O prefeito Carlos Amastha comentou a decisão. “Sempre estive tranquilo, pois o recurso apresentou fatos improcedentes. Já esperava esse resultado positivo, o que me motiva a continuar trabalhando para desenvolver a nossa Capital”.

O advogado do Prefeito,  Leandro Manzano, ressaltou: "no Rced os recorrentes se limitaram a juntar inúmeros documentos de forma aleatória e absolutamente desconexa com os supostos fatos ilícitos".

Mateiros e Pium

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins cassou na sessão desta última quinta-feira, 5, o diploma do prefeito e vice-prefeito de mais duas cidades do Estado. Foram cassados o prefeito de Mateiros, Júlio Mokfa e seu vice, Humberto Antero de Souza e também os diplomas do prefeito de Pium, Manoel Araújo Palma e sua vice, Luiza Verônica Pereira Luz. 

Nos dois casos tomam posse o segundo candidato com maior quantidade de votos nas eleições de 2012.  

Sessão extraordinária

O pleno também votou pela realização de uma sessão extraordinária no dia 19 de setembro, às 17 horas, a fim de esgotar todas as pautas que ficarem pendentes de julgamento. (Da redação com informações da Assessoria de Imprensa do Prefeito Carlos Amastha) (Atualizada às 09h37)