Polí­tica

Foto: Dennis Tavares

A Assembleia Legislativa realizou nesta quinta-feira, dia 12, sessão solene de entrega de títulos de Cidadão Tocantinense a quatro homenageados. Foram agraciados com a honraria a conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Doris Coutinho; o superintendente da Unimed em Palmas, Eugênio Pacceli; e as voluntárias do programa Amor Exigente, Liane Castrillon e Mara Silvia Carvalho. Os projetos que solicitaram a entrega foram de autoria dos deputados Wanderlei Barbosa (PEN), Manoel Queiroz (PPS) e Marcello Lelis (PV), respectivamente.

A solenidade contou com a presença de conselheiros do Tribunal de Contas (TCE), integrantes do programa Amor Exigente, familiares e amigos dos homenageados. Ao fazer uso da tribuna, o deputado Wanderlei Barbosa destacou a trajetória e a atuação de Doris Coutinho no Estado. Ela foi a primeira mulher a integrar e a presidir o TCE, criando em sua gestão o Programa de Formação de Agentes Públicos.

Ao agradecer a honraria, o segundo homenageado, Eugênio Pacceli, lembrou a sua gestão nas secretarias da Administração e da Saúde nos governos de Marcelo Miranda e Carlos Gaguim, respectivamente, e mencionou a contribuição fundamental de todos os servidores para o resultado do seu trabalho. “Devo muito ao Estado do Tocantins, que me acolheu, e pelo qual tive a oportunidade de trabalhar e deixar um pouco de meu conhecimento, esforço e contribuição nas áreas pública e privada”, enfatizou.

Autor dos projetos que concederam o título às voluntárias Liane Castrillon e Mara Silvia Carvalho, integrantes da Federação do Amor Exigente, o deputado Marcello Lelis expressou sua admiração ao trabalho prestado pelos 11 mil voluntários do programa. “As homenageadas se destacam por levar ações que impactaram a realidade e promoveram profunda transformação a milhares de famílias”, disse. O programa está presente em 25 Estados brasileiros e no Distrito Federal, e também no Uruguai e na Argentina.

Perfis dos Homenageados

Doris Terezinha Pinto Cordeiro de Miranda Coutinho

Paranaense de Rio Negro, reside em Palmas desde 1989. Formada em Direito pela Faculdade de Curitiba, pós-graduada em Estudos de Políticas  Estratégias pela Unitins, MBA em Gestão Pública com foco em Controle Externo e doutoranda pela Faculdade de Direito da Universidade de Buenos Aires, na Argentina. Em 1999, foi aprovada em concurso público para o cargo de procuradora de contas do Tribunal de Contas do Tocantins (TCE) e, em 2002, foi empossada como conselheira da Corte. Foi a primeira mulher a integrar e a presidir o órgão. Criou em sua gestão, entre outras coisas, o Programa de Formação de Agentes Públicos. Dóris Coutinho é mãe de dois filhos, Ana Laura e João Pedro.

Eugênio Pacceli de Freitas Coelho 

Natural de Rio Piracicaba (MG), tem 49 anos. É graduado em Administração de Empresas e Administração Pública pela Universidade Católica de Goiás, com especialização em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas, em Marketing pela FAAP de São Paulo e em Docência do Ensino Superior pela Universidade Federal de Goiás. Possui ainda formação na área de Análise de Sistemas.

Em 2005, assumiu o cargo de secretário de Administração do Estado do Tocantins. Em novembro de 2006, assumiu a Secretaria de Saúde do Tocantins, onde implantou um Choque Administrativo de Gestão em busca de um novo rumo para a saúde pública do Estado. Ocupou ainda o cargo de vice-presidente do CONASS (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) de 2007 a 2008, período no qual foi o primeiro presidente da Região Norte do país em 27 anos. É conselheiro e membro fundador do Conselho Regional de Administração do Tocantins (CRA-TO). Foi presidente da Fundação Unirg em Gurupi e atualmente é superintendente da Unimed Palmas.

Mara Silva Carvalho Menezes

A pedagoga é natural de Jataí (GO). Atualmente, reside em Campinas (SP). É cofundadora da Federação Amor Exigente (FEAE no Brasil) e presidente do Conselho Deliberativo do programa. De 1994 a 2002, foi presidente da Federação Brasileira de Amor Exigente (Febrae). Em 2007, voltou à presidência da FEAE. De 2003 a 2006, foi presidente do Conselho Deliberativo da Febrae. Autora de três livros, apresenta um programa semanal na Rede Vida de Televisão.

Liane de Jesus Teixeira Castrillon

Reside em Limeira (SP). É voluntária há 26 anos no programa Amor Exigente, do qual também foi presidente deliberativa. Em suas viagens pelo Brasil para divulgar o programa, passou pelo Tocantins, onde esteve nos grandes polos do Estado, difundindo a metodologia da entidade. Em 2012, voltou ao Estado a convite da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos, que articulou uma mobilização com membros do programa. (Dicom/AL)