Polí­tica

Foto: Divulgação

O Censo Nacional do Poder Judiciário ultrapassou nesta quinta-feira, 12, a casa dos 100 mil questionários respondidos. Com 17 dias do Censo do Judiciário no ar, essa quinta-feira aponta um resultado de 101591 servidores em âmbito nacional tendo preenchido a pesquisa, segundo dados do Conselho Nacional de Justiça – CNJ.  O número representa quase um terço dos servidores da Justiça (exatos 31,71%). No Tocantins, dos 1.736 servidores, 851 já participaram do Censo, totalizando 49,02%, o que coloca a justiça tocantinense acima da média nacional e em 6º lugar dentre as Justiças Estaduais.

Por dia, cerca de 6 mil servidores respondem às perguntas elaboradas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que pretende conhecer o perfil dos servidores do sistema judiciário brasileiro e sua opinião sobre questões relevantes do trabalho. A coleta dos dados teve início em 26 de agosto. O prazo para responder o Censo é até o dia nove de outubro.

Relevância

O Censo é de suma importância para o Judiciário brasileiro. Além de traçar um perfil dos servidores, os dados servirão de suporte para a elaboração de novas políticas e a avaliação das já existentes. O CNJ afirma que até o momento não possui dados padronizados sobre as características pessoais e relacionadas ao trabalho dos servidores em âmbito nacional. Por isso é imprescindível que o maior número de servidores responda.

Para participar do Censo do Judiciário, basta entrar no site www.cnj.jus.br/censo, digitar o número do CPF e responder as perguntas, com a segurança de que o CNJ manterá em absoluto sigilo os dados informados. O tempo médio para a conclusão do questionário é de cinco minutos.

A coordenadora da Comissão no Tocantins, Juíza Silvana Maria Parfieniuk ressaltou que "estamos muito satisfeitos e agradecidos a todos aqueles servidores que responderam o Censo. No entanto, ainda necessitamos da colaboração dos demais. Lembramos que é muito simples e rápido. Basta reservar apenas alguns minutos da jornada normal de trabalho".

Comissão Censitária

Integram a Comissão Censitária do TJTO: a juíza de direito, Silvana Maria Parfieniuk; o diretor de Gestão de Pessoas, Heráclito Botelho Toscano Barreto; a diretora do Centro de Comunicação Social, Vanusa Bastos e a analista Judiciária, Alice Carla de Sousa Setubal. (Ascom TJ)