Polí­tica

Foto: Divulgação

O Partido dos Trabalhadores lançou na manhã desta sexta-feira, 13, na Assembleia Legislativa do Tocantins, a Caravana Popular - Encontros pelo Tocantins, um projeto genuinamente democrático, segundo o partido, que vai percorrer os 139 municípios do Estado, dando voz à população e a oportunidade de todos de participar da construção de um programa de governo para o Tocantins.

Para o petista Nicolau Esteves, unindo a capacidade de planejamento e gestão que o PT possui, à participação maciça da população na formação de um projeto de governo, o Tocantins terá capacidade suficiente para crescer, reduzir as desigualdades e se transformar num estado melhor para todos.

Durante seu discurso, Nicolau Esteves mencionou o estado de abandono que vive o Estado atualmente. “O Tocantins está abandonado, sem rumo e sem direção. O Tocantins precisa de um timoneiro que olhe para o futuro. Um timoneiro que entenda de gestão e planejamento, para construir um estado forte, que tire nossa gente do sofrimento e do atraso”, disse.

Nicolau Esteves reforça que o PT pretende construir um projeto de governo com o apoio direto dos movimentos sociais e sindicais. “Assim como fez o nosso presidente Lula e como Dilma está fazendo agora, um governo precisa ter uma participação atuante da sociedade e suas representações”, pontuou.

Nicolau Esteves também falou dos problemas vividos pelo povo tocantinense nas áreas de segurança pública, educação, saúde e na gestão administrativa. “Não adianta ter escola de tempo integral, sem ter um ensino de tempo integral. Em algumas cidades do Tocantins, a bandidagem impõe o toque de recolher para a população, a saúde está precária e quem paga essa conta é o povo. Todo esse problema é gerado pela falta de gestão e planejamento”, mencionou.

Para os petistas presentes e convidados de outros partidos, como a deputada estadual Josi Nunes (PMDB), o secretário de Governo de Palmas e presidente do PP da capital, Tiago Andrino, o presidente do PSL de Palmas, Lucas da Lince, Nicolau Esteves afirmou que aceita o desafio de participar dessa mudança, juntamente com toda militância petista e dos partidos aliados, na construção de um Estado melhor para se viver.  

Discursos

O presidente do PT no Tocantins, Donizete Nogueira, abriu o evento dizendo que a Caravana Popular – Encontros pelo Tocantins “será um marco que vai mudar a história do nosso Estado”. “Vamos abrir o diálogo, ouvir a todos, para que cada cidadão tocantinense possa contribuir para a construção de um projeto de desenvolvimento real para nosso Estado”.

Participou do evento também o vice-presidente da Câmara Federal, o deputado André Vargas (PT-PR), e a deputada federal Margarida Salomão (PT-MG). Ambos lembraram dos avanços do governo do PT para o País e destacaram que esses avanços podem ser reproduzidos no Tocantins, numa administração estadual petista.

O ex-deputado federal Paulo Mourão, durante seu discurso, fez duras críticas ao governo estadual. “Vocês viram o governo da presidente Dilma baixar o preço da energia para a população e veem agora, aqui no Tocantins, o Governo do PSDB aumentar o preço da energia do povo em 22%. Isso tem que acabar”, afirmou Mourão.

A deputada estadual do PMDB, Josi Nunes, participou do evento e elogiou a iniciativa da Caravana petista. “Parabenizo o PT por ser pioneiro nesse processo, se organizando e tendo a atitude de planejar junto com o povo um projeto para o futuro de nosso Estado”, disse Josi Nunes, que foi aplaudida pela militância petista aos gritos de “Deputada Josi você tem lugar no PT”.

Representando o prefeito de Palmas, Carlos Amastha, o presidente do PP da Capital e o secretário de Governo da gestão Amastha, Tiago Andrino, fez um discurso que inflamou a militância petista. “Sempre votei 13 em toda minha vida e para o PP não há problema em votar 13 de novo. O mais importante é construirmos uma grande unidade para enfrentarmos o mal e essa senadora Kátia Abreu”, atacou Andrino.

Petistas

Os petistas na Assembleia Legislativa também marcaram presença no evento. O deputado estadual José Roberto Forzani, reforçou o compromisso do PT de governar o Estado. “Nossa candidatura própria nós já temos, agora cabe a nós pegarmos a estrada e construirmos isso junto da população”.

Amália Santana, outra deputada petista na Assembleia, exaltou o poder da militância petista e destacou o trabalho da Caravana, dizendo que “não há como governar sem conhecer o povo”.

Também presente na reunião, o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Tocantins (Sintet), José Roque, pontuou que “é preciso resgatar a companheirada dos movimentos sociais para participar da caminhada vitoriosa que levará o PT ao Governo do Estado”. Também estiveram presentes no evento, prefeitos, vereadores e lideranças de várias partes do Estado.

A Caravana Popular – Encontros pelo Tocantins dá início às reuniões de trabalho pelo interior já no próximo dia 27, quando visita nove municípios, na região de Esperantina, do Bico do Papagaio.