Economia

Foto: Divulgação

A inflação este ano deve ficar em 5,81%, de acordo projeção de instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC). A previsão anterior para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) era 5,82%. Para 2014, a estimativa para a inflação subiu, pela terceira vez seguida, ao passar de 5,90% para 5,96%.

As projeções para o IPCA estão acima do centro da meta de inflação, 4,5%, mas abaixo do limite superior de 6,5%. Cabe ao BC fazer com que a inflação convirja para a meta. Um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e, por consequência, a inflação, é a taxa básica de juros, a Selic. Essa taxa está atualmente em 9% ao ano. Para as instituições financeiras, ao final de 2013, a Selic estará em 9,75% ao ano, a mesma estimativa feita há duas semanas. Essa também é a expectativa para o final do próximo ano.

A pesquisa do BC também traz a mediana das expectativas para a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que continua em 4,25%, este ano, mas foi ajustada de 5,27% para 5,36%, em 2014.

A projeção para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) foi alterada de 5% para 5,58%, este ano, e de 5,80% para 5,91% em 2014. Para o Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), as projeções foram ajustadas de 5% para 5,20%, este ano, e de 5,79% para 5,75% em 2014. (Agência Brasil)

Por: Redação

Tags: Agência Brasil, Banco Central, IPCA, Inflação