Campo

A vacinação contra febre aftosa do rebanho de bovídeos da Ilha do Bananal que iniciou no dia 1° de agosto encerrará na segunda-feira, 30. A vacinação acontece em uma única etapa, em período de estiagem, por causa das condições climáticas e, também por existir no local, uma reserva indígena.

São os técnicos da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins – Adapec que realizam a vacinação na Ilha do Bananal, e as doses dos indígenas são oferecidas pelo Governo do Tocantins. Para o presidente da Adapec, Marcelo Aguiar esse apoio do Governo do Estado é importante para manter o Estado livre da doença. “A parceria do Governo do Estado, com os produtores rurais e as ações da agência são fundamentais para a preservação do status sanitário do Tocantins, livre de febre aftosa com vacinação e para continuarmos sendo referência em sanidade animal”, disse.

Na Ilha existem rebanhos em uma área que abrange os municípios de Araguaçu, Formoso do Araguaia, Sandolândia, Pium, Caseara, Cristalândia e Lagoa da Confusão. Segundo o responsável técnico pelo Programa de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pinto Pires, a meta é vacinar todo o rebanho dessa extensão. “O avanço do Estado em relação à sanidade é resultado da conscientização do produtor para a importância da imunização de seus animais”, disse.

De acordo com a coordenadora de Inspeção, Educação e Sanidade da Adapec, Leila Pessoa, apesar das dificuldades que envolvem aquela região a vacinação ocorreu de forma tranquila. “Nossa expectativa é ter alcançado o índice de 100% de vacinação. Garantir a sanidade desses animais é um desafio para a Adapec, que vem se superando a cada ano,” comentou.

2012

No ano de 2012 foram vacinados 60.408 animais, num total de 232 propriedades/retiros, sendo que destas, 40 propriedades são de indígenas com um total de 6.823 animais.