Polí­tica

Foto: Divulgação

 O vice-governador do Tocantins, João Oliveira conversou com o Conexão Tocantins nesta sexta-feira, 27, quando afirmou que ficará com o governo para 2014 mesmo com o rompimento entre a senadora Katia Abreu, principal líder do PSD, e o governador Siqueira Campos (PSDB). “ Não sei qual o motivo pelo qual fez a senadora achou que deveria ir para o PMDB, ela é uma pessoa muito importante na minha vida que tenho muito amor e respeito, sempre estivemos juntos mas eu tenho posição definida e fico com o governo”, revelou.

Oliveira salientou que ainda não conversou com a senadora pessoalmente sobre o rompimento com o governo e que vai procurá-la para saber os motivos do distanciamento. “Não abro mão de ficar com o governador, me relaciono bem com ele e não pretendo sair do governo”, disse.

Na conversa com a senadora Oliveira disse também que pretende intermediar um contato entre o governador e Katia. “Se for possível gostaria que eles conversassem. O governador está muito aberto a isso ele gosta muito dela porque ela é muito importante para o Estado”, disse.

A aproximação da Katia e as tentativas dela de ingressar no PMDB culminaram na exoneração por parte do governador do seu filho, deputado federal Irajá Abreu que comandava a secretaria de Regularização Fundiária. Após a saída de Irajá a equipe nomeada por ele também foi nomeada.