Polí­tica

Foto: Divulgação

 O prefeito de Almas e presidente da Associação Tocantinense de Municípios, Leonardo Cintra  o e vice da cidade de Almas Jurimar Trindade tiveram os diplomas cassados através de decisão da juíza eleitoral Edssandra Barbosa da Silva no no julgamento de uma Ação de Investigação Eleitoral ajuizada por Eldon Manoel Barbosa Carvalho, concorrente de Cintra no pleito do ano passado.

A juíza declarou ainda a inelegibilidade por oito anos do prefeito e do vice e além de multa no valor de R$ 25 mil para cada. Os dois são acusados de vários crimes eleitorais como compra de voto, propaganda eleitoral irregular além de boca de urna.

A juíza considerou que os atos que teriam sido praticados influenciaram diretamente no resultado da eleição. Para ela os cassados violaram “o princípio da igualdade que deve existir entre os candidatos, provocando desequilíbrio na disputa eleitoral”, conforme consta na decisão.

O Conexão Tocantins tentou ouvir o prefeito mas as ligações não foram atendidas. O prefeito porém já afirmou que pretende recorrer no Tribunal Regional Eleitoral o mais rápido possivel da decisão. Ele nega as acusações.

Enquanto recorrer da decisão o prefeito pode se manter à frente da ATM.