Polí­cia

Foto: Ascom SSP

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Especializada em Narcóticos – Denarc, com apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas – Ciopaer, prendeu no final da tarde desta última terça-feira, 15, cinco homens acusados pela prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

As prisões de Erivaldo Soares de Moura, 24 anos, Flávio Alves Rodrigues, 21 anos, Jaciel Cunha Feitosa, 20 anos, Flávio Claro Gomes, 21 anos e Jonas Gonçalves Silva, 20 anos, que era considerado um dos chefes do tráfico na região das quadras 1106 e 1206 Sul, são resultado das ações da operação “Saúva Negra”, iniciada pela Denarc há aproximadamente três semanas e deflagrada na tarde desta terça-feira, na praça central da quadra 1206 Sul, antiga Arse 122, em Palmas.

Os policiais civis também apreenderam em poder dos acusados; 84 “buchas” de maconha e 19 pedras de Crack, já devidamente embaladas e prontas para a comercialização, além de R$ 147,00 (Cento e Quarenta e Sete Reais) em dinheiro, provenientes da venda das substâncias entorpecentes, além de cinco aparelhos celulares e um relógio de pulso.

Os agentes da Denarc iniciaram o monitoramento da praça central da quadra 122, devido a inúmeras denúncias de moradores e fortes indícios levantados, de que traficantes estariam utilizando o local para realizar a modalidade criminosa conhecida como “Micro Tráfico. De acordo com a Especializada, para não levantar suspeitas sobre o crime que estavam cometendo, os traficantes vendiam pequenas quantidades de drogas, as quais escondiam em buracos da própria quadra poliesportiva. O principal objetivo da operação “Saúva Negra” era prender Jonas Gonçalves Silva que, segundo o que foi levantado pela Denarc, vinha comandando a venda de drogas na região Sul da Capital.

Jonas Silva, Erivaldo Soares, Flávio Alves, Jaciel Cunha, e Flávio Gomes foram indiciados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico e, após os procedimentos cabíveis, foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Palmas – CPPP, onde permanecerão a disposição do Poder Judiciário.

De acordo com o delegado Carlos Miguel Manso, titular da Denarc, a operação foi muito satisfatória, pois resultou na prisão em flagrante de mais cinco traficantes e na apreensão de uma expressiva quantidade de drogas que já estavam prontas para serem comercializadas. “Estamos cumprindo nossa missão que é a de tirar drogas e pessoas envolvidas com o tráfico de circulação em Palmas, além de trazer mais paz e segurança para a sociedade Tocantinense. Gostaria de ressaltar que o apoio da equipe de tripulantes do helicóptero do Ciopaer foi de fundamental importância para o sucesso da operação. O monitoramento das praças e demais locais, que por ventura, possam estar sendo utilizados para a venda de drogas, continuarão a ser intensamente monitorados e, mais operações como esta serão realizadas brevemente em Palmas”, concluiu o Delegado. (Ascom SSP)