Polí­tica

Foto: Divulgação

A deputada estadual do PT, Amália Santana declarou apoio às demandas dos Trabalhadores da Agricultura Familiar que ocupam a sede da Secretaria Estadual de Agricultura, em Palmas/TO, desde a manhã desta última quarta-feira, 23. Os representantes aguardam respostas concretas por parte de vários órgãos do governo estadual.

A parlamentar foi até o local e ouviu os líderes dos vários movimentos que integram a manifestação dentre eles Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Movimento dos Atingidos Pelas Barragens (MAB), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Tocantins (Fetaet), Alternativas para Pequena Agricultura do Tocantins (APA-TO) e Conselho Indigenista Missionário (CIME).

Para a parlamentar, o diálogo deve ser aberto com as entidades envolvidas para que as demandas sejam de fato solucionadas. "Temos aqui trabalhadores e trabalhadoras de todo o Estado que  precisam ter os direitos respeitados e as autoridades precisam dialogar", defendeu.

Dentre as várias demandas dos movimentos estão pautas que vão de encontro aos direitos básicos dos agricultores como  a regularização fundiária das pequenas propriedades por parte do Itertins e a retomada do crédito fundiário, desapropriação e vistoria de fazendas em mais de 10 cidades do Tocantins. Os manifestantes cobram ainda a perfuração de cacimbas nas propriedades dos agricultores familiares, a implantação de Escolas Familiares Agrícolas em alguns municípios dentre várias outras necessidades.