Economia

Foto: Divulgação

Os pequenos negócios continuam a sustentar a criação de novos empregos no Tocantins. Só em agosto de 2013, enquanto as médias e grandes empresas admitiam 204 funcionários, os pequenos negócios abriam 798 novas vagas de emprego. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego (CAGED). 

Desde abril deste ano, cresce o saldo líquido da criação de empregos entre as micro e pequenas empresas (MPE) em comparação com os empregos gerados nas empresas de grande porte. O saldo líquido das pequenas em abril, foi de 440 contra 219 empregos oferecidos nas empresas de médio e grande porte. No mês seguinte, os números continuaram bons para os pequenos, o saldo foi positivo de 172 empregos, já para as empresas de médio e grande porte, o saldo foi negativo de 377.  Em julho houve um crescimento, o saldo das pequenas alcançou 278 novos empregos e o das demais foi negativo de 128. Já em agosto, os números apresentaram um elevado patamar, alcançando as marcas de 798 novos empregos gerados pelas micro e pequenas.

A geração de emprego no Tocantins atingiu no período de janeiro a agosto de 2013 a marca de 46.650 vagas. O setor que mais se destaca é o do comércio com 13.771 vagas que representam 30%, seguido dos setores do Serviço com 12.105 vagas que representam 26% e da construção civil com 7.948 vagas que representam 17%. 

Já em Araguaína a geração de emprego no período de janeiro a agosto de 2013 alcançou a marca de 8.358 vagas. O setor que mais se destaca é o do comércio com 2.965 vagas que representam 35%, seguido dos setores de Serviços com 2.479 vagas que representam 30% e da Construção Civil com 1.215 vagas que representam 15%.

Em Gurupi, no mesmo período, foram alcançadas 3.105 vagas. O setor que mais se destaca é o do Comércio com 1.377 vagas que representam 44%, seguido dos setores do Serviço com 884 vagas que representam 28% e da Indústria de Transformação com 504 vagas que representam 16 %. (ASN/TO)