Estado

Foto: Divulgação

Em Assembleia Geral Extraordinária Conjunta, realizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO) e Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (SINTET-TO), os servidores públicos municipais de Taguatinga estabeleceram um prazo até a próxima sexta-feira, dia 08, para que a Prefeitura Municipal efetue o pagamento dos salários atrasados. Estão atrasados os salários de novembro, dezembro e 13º de 2012 dos servidores do quadro da Saúde e salário de dezembro e 13º de 2012, dos servidores do Quadro Geral. 

Durante a assembleia, foi deliberado também que, caso não haja nenhuma resposta da administração municipal às reivindicações dos servidores públicos, a partir do próximo dia 11 será deflagrada greve geral por tempo indeterminado no município. 

O diretor da regional sudeste do Sisepe, localizada em Taguatinga, Dimar Crisóstomo, afirma que os servidores buscaram diversas formas de negociar com a Prefeitura. “Tentamos diversas vezes um acordo para o pagamento dos atrasados e não houve nenhuma resposta da administração municipal. A greve será o único meio para sermos ouvidos”, argumenta. 

Na sexta-feira, 08, à noite, os servidores se reunirão com os representantes das entidades classistas para saberem se a Prefeitura Municipal atendeu ou não as reivindicações apresentadas. A reunião acontecerá na sede do Sisepe, em Taguatinga. 

Caso seja deflagrada a greve, os servidores organizarão uma mobilização na cidade com o intuito de explicar os motivos da greve e pedir apoio do comércio já que os comerciantes também são atingidos pelo não pagamento.  

Além do recebimento dos atrasados, as outras reivindicações dos servidores municipais de Taguatinga são: elaboração do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração, atualização do Estatuto do Servidor e atualização do Regime Próprio de Previdência Social, o TaguaPrevi. (Ascom Sisepe)