Estado

Foto: Divulgação

O Ministério Público Estadual (MPE) vai usar o banco de dados do cadastro de clientes da Celtins nas investigações realizadas pelo Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO). Para este fim a Celtins e o Ministério Público Estadual (MPE) assinaram Acordo de Cooperação Técnica e Operacional na manhã desta terça-feira, 19, no gabinete da Procuradora Geral de Justiça, Vera Nilva, em Palmas.

“A Celtins vai disponibilizar os dados ao Ministério Público pela relevância de seu trabalho em defesa da sociedade”, destacou Isaac Averbuch, Interventor da Agencia Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) na Celtins, durante o evento de assinatura do documento. Para a Procuradora Geral de Justiça, Vera Nilva Lira “os dados serão de extrema importância no combate ao crime, proporcionado maior agilidade e sigilo no exercício das funções do MPE”.

Os cadastros do banco de dados da Celtins serão disponibilizados por meio do Sistema Utilities Expert, via WebService, inclusive as constantes atualizações serão utilizadas pelo MPE exclusivamente para investigações. (Com informações da Celtins)