Estado

Foto: Marcio Vieira Governador aprecia fotos históricas e relembra tempo de luta pela criação do Estado Governador aprecia fotos históricas e relembra tempo de luta pela criação do Estado

A cidade de Miracema do Tocantins se tornou, mais uma vez, neste sábado, 7, a capital do Estado com realização da sessão solene da transferência do poder público estadual. A data marca o dia em que o município foi escolhido, em 1988, para ser a capital provisória do Tocantins pelo então presidente da República, José Sarney. 

A sessão, transmitida ao vivo pela TV Assembleia, iniciou às 9 horas da manhã, na Câmara de Miracema do Tocantins, com hasteamento das bandeiras e execução do Hino Nacional pela Banda da Polícia Militar. Emocionado, o governador Siqueira Campos destacou a referência do município na história do Tocantins e o trabalho, à época, realizado como deputado constituinte em Brasília. 

“Existe uma coisa que é mais importante que tudo na vida da gente, quando a gente chega num lugar, e começa a voltar todo aquele filme, é uma coisa indescritível que não tem como avaliar. Mas Miracema não é somente recordação, porque ela se expande a cada dia pela bravura do seu povo, pela capacidade dos seus líderes políticos, de sua prefeita e de seus vereadores. É um momento de emoção, como se estivesse naquele dia, vendo meus velhos amigos, e tem deles que já se foram”, recordou Siqueira Campos. 

Ao citar fatos históricos para a criação do Tocantins, o presidente da Assembleia Legislativa, Sandoval Cardoso, abriu a solenidade. “Com grande emoção e muita honra, o Poder Legislativo realiza essa sessão, tão importante para os moradores de Miracema, é uma história que nos orgulha muito. De forma ímpar, essa luta se personificou na imagem do governador Siqueira Campos, por suas mãos nasceu o Tocantins, e assim Miracema se tornou a primeira capital”, disse. 

A prefeita Magda Borba, agradeceu a parceria com a administração pública estadual na gestão do município através do Programa de Apoio ao Municípios,  o PAM, entrega de ônibus escolares, entrega de tratores do Programa Terra Forte, serviços de saúde oferecidos pela Carreta da Saúde da Mulher, dentre outras ações.  “Quero agradecer a vocês, por esse momento tão especial. Por essa homenagem e reconhecimento, declaração de amor e respeito ao nosso município. Estou emocionada e feliz por essa data tão especial, é um momento cívico e histórico, é uma sessão de reflexão do nosso passado e futuro. Minha infância e juventude, meus pais que já se foram, isso me traz o compromisso e a responsabilidade de trabalhar muito, pois acredito que um o governo se alicerça com o acúmulo de conquistas realizadas ao longo da história”, enfatizou a prefeita. 

História

Entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 1989, Miracema do Tocantins representou o Estado criado pela Assembleia Nacional Constituinte em 1988, como capital provisória, símbolo de uma luta secular, travada desde a época do Império.

A cidade, que atualmente possui mais de 27 mil habitantes, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), já foi chamada de Xerente e Bela Vista na década de 1920 e em 1948 foi desmembrada de Araguacema, município do qual foi distrito. Uma história que começa com os garimpos da região do Tocantins e Araguaia, que atraíram imigrantes do Maranhão, Piauí e Bahia para o norte de Goiás.

Com área de 2.667.075 km², altitude de 197 metros e temperatura média de 26˚c, a economia do município está centrada na pecuária bovina e agricultura, com destaque para a produção de abacaxi e silvicultura. No turismo, as atrações são as praias no Rio Tocantins. Na cultura, as festividades de Nossa Senhora de Fátima no mês de junho e da padroeira Santa Terezinha do Menino Jesus em outubro. Destaque também ao Miragem, mostra de cinema e vídeo e o Miracaxi, carnaval fora de época.

Presenças

Além do governador Siqueira Campos, do deputado Sandoval Cardoso e da prefeita Magda Borba,  estiveram presentes na sessão o vice-governador João Oliveira, a primeira-dama Marilúcia Uchoa Siqueira Campos, o arcebispo Dom Felipe, o presidente da Câmara de Vereador, Alberânio Borba, os deputados estaduais José Geraldo, Carlão da Saneatins, Manoel Queiroz e Stálin Bucar, deputada federal Dorinha Seabra, prefeitos do municípios vizinhos, os secretários de Estado da Agricultura e Pecuária, Jaime Café; de Planejamento e Modernização da Gestão Pública, Flávio Peixoto; da Casa Civil, Renan de Arimateia, e do Esporte, Rodolfo Botelho. (ATN)