Polí­tica

Foto: Divulgação

O prefeito de Palmas comentou ao Conexão Tocantins sobre o boato disseminado na semana passada de que existe um vídeo que mostraria alguns secretários de sua gestão cobrando suposta propina de empresários.

Um jornal do regional tratou do assunto e seu diretor e editor disse que viu o vídeo apesar de não divulgá-lo. O jornal informou por meio de texto do seu diretor e editor que vai divulgar o que chamou de "atos levianos, de improbidade administrativa e da mais nua e crua corrupção, praticados por membros do governo Amastha". O vídeo deve ser publicado em breve, segundo o jornal.

“Isto é um ato de covardia, se alguém tem alguma coisa a mostrar que mostre”, afirmou o prefeito Carlos Amastha. O gestor já ingressou com uma interpelação judicial contra o diretor do jornal responsável pela suposta denúncia. “Vamos interpelar pela prefeitura da capital e também como gestor”, informou. A interpelação judicial é um pedido de esclarecimento feito via citação ou notificação judicial. A resposta à interpelação judicial não é obrigatória.

Mesmo sem a suposto vídeo da denúncia o assunto já vem sendo comentado nas redes sociais.

Por: Redação

Tags: Carlos Amastha, Interpelação Judicial