Polí­tica

Foto: Divulgação

O Deputado Federal César Halum (PRB-TO) criticou em duro pronunciamento as agências bancárias do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal de Araguaína, por segundo ele prestarem um deficiente serviço à população. Halum pede que criem condições de melhoria no atendimento ao público que precisa dos serviços bancários.

Halum afirmou que a direção do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal investem pesado em publicidade, mas esquecem de investir em estrutura e qualificação de servidores. “O Banco do Brasil gastou com propaganda em 2012 R$ 415 milhões de reais. A Caixa Econômica faz propagandas bonitas e bem feitas, patrocina times de futebol, mas não atende com respeito o cidadão. Vá ao interior do Brasil, do Tocantins: são filas e mais filas, número reduzido de servidores e agências defasadas”, criticou o parlamentar.

O deputado cobra providências do Banco do Brasil, para a falta de manutenção dos caixas eletrônicos, uma vez que de acordo com ele, em Araguaína, os usuários chegam a ficar nas filas cerca de 1 hora ou mais, às vezes só para pegar senhas de atendimento. “Por que não constroem ou ampliam mais agências? Nos finais de semana, na véspera de sair os pagamentos dos servidores públicos, os caixas eletrônicos ficam com a opção saque indisponível, deixando os cidadãos sem receber seus salários. É uma vergonha. Já fiz reclamações a servidores, mas fazem pouco ou nenhum caso com esses problemas.”, asseverou.

O parlamentar lembra que episódios de desrespeito aos consumidores não são isolados em Araguaína, mas que em diversos municípios acontecem os mesmos fatos. “A história se repete por todo o Estado, pois tenho recebido diariamente reclamações pelas redes sociais. Sou amigo de vários servidores do BB e da CEF, mas não posso ficar calado e fingir que não vejo esse descaso”, disse Halum.

O gerente nacional de atendimento, Leonel Juscelino, recebeu César Halum em audiência nesta terça-feira onde endureceu as criticas para obrigar a melhoria do atendimento e conforto ao público.

“Reclamos dos bancos oficiais porque todos sabem que são privilegiados com as contas do Governo Federal, Estadual, Municipal, FGTS, PIS, PASEP, etc, que lhes dão excelentes volumes de depósitos e rendimentos, e por isso devem ter excelência no atendimento”, concluiu Halum, que chegou a reclamar da ausência de bebedouros e superlotação das agências. (Ascom Cesar Halum)

Por: Redação

Tags: Araguaina, Banco do Brasil, César Halum