Polí­tica

Finalizando os trabalhos iniciados em julho deste ano, a Comissão Parlamentar de Inquérito que averigua os serviços de Telefonia no Estado do Tocantins vai ouvir  na sexta-feira,13, às 09 horas da manhã nas sala das Comissões da Assembleia Legislativa do Tocantins, as quatro operadoras  de Telefonia que atuam no Estado.

De acordo com a presidente da CPI da Telefonia, a deputada estadual Josi Nunes (PMDB) os objetivos da Comissão foram alcançados. “O trabalho foi muito produtivo e até o momento nós conseguimos alcançar nossos objetivos. É claro que o quê nós gostaríamos mesmo, era de ouvir que a população estivesse satisfeita com os serviços de telefonia, mas foi o que ouvimos e nós já esperávamos, por isso  foi criada a CPI”, avaliou.

A parlamentar acredita na sensibilização das operadoras  para a solução de problemas específicos em determinadas regiões do Estado. “Nós vimos problemas que são comuns em todas as cidades e alguns bem específicos. Neste locais, nossa sugestão é de que poderia  ser formado um plano de trabalho bem direcionado para atender a comunidade. Agora, o que nós esperamos com o final dos trabalhos, com o relatório , com o diagnóstico observado, com a conversa com as operadoras,  é que elas tenham a sensibilidade de criarem ações que realmente melhorem a qualidade do serviço de telefonia no Tocantins e nós estaremos fiscalizando tudo isso”, completou.

Um dos encaminhamentos da CPI, mencionado pela Presidente, será a proposta de unificação das antenas que será levada para a Anatel, como forma de melhorar o sinal e minimizar as falhas de comunicação.

A CPI da Telefonia já ouviu os usuários de 14 municípios tocantinenses. Após ouvir as operadoras será elaborado o relatório final da Comissão e proposto um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para que as mesmas possam fazer  o compromisso de melhorar os serviços de Telefonia no Tocantins. A previsão para a conclusão dos trabalhos da CPI da Telefonia é até o dia 17 de dezembro.