Polí­tica

Foto: Divulgação

O prefeito da capital, Carlos Amastha (PP) e o vereador da capital líder da oposição, Iratã Abreu (PSD) trocaram farpas através da rede social, microblog twitter nesta segunda-feira, 23. Tudo começou em razão de um comentário que o gestor fez ainda na sexta-feira, 21, sobre a coletiva de imprensa que a oposição convocou para apontar números  e problemas na saúde. “Alguém assistiu o tremendo mico do dito vereador da oposição na reportagem? Velha técnica da família. Coletivas para denegrir. Não deu certo”, disse o prefeito.

Somente nesta segunda-feira, Iratã respondeu a provocação: “Prefeito, com todo respeito, o único mico, infelizmente quem está passando é o usuário do SUS com o péssimo atendimento”, disse. Em seguida Iratã completou: “a bancada, em cooperação com o órgão de controle da saúde e conselhos dos profissionais, mostrou números oficias. Não foi achismo”, rebateu.

Iratã ainda disse: “Acho que o Sr, enquanto prefeito, deveria represar a forma como trata o contraditório e reconhecer que a gestão da saúde não vai bem”, afirmou. O vereador disse ainda ao prefeito que um diretor da prefeitura teria participado da coletiva e em nome da Secretaria de Saúde teria assumido os déficits que a oposição apontou no diagnóstico da Saúde do município.

Amastha ironizou o vereador após suas colocações: “Não vou te dar um insulto de presente de Natal. Não merece. Eita...criatura masoquista.Vai para Disney criança. Com a mamãe”, disse.

Iratã ainda retrucou após a ironia do prefeito: “Esta postura ofensiva não é nem um pouco republicana e nem de um prefeito de Capital. Me parece que o Sr apelou por ñ ter argumentos. Apesar das ofensas, lhe desejo um bom Natal. Quando voltar de Floripa, proponho de forma respeitosa, uma acareação sobre a saúde”, afirmou nos posts seguintes.

Ainda na discussão o prefeito chegou a questionar o vereador sobre quem ele representa. “Republicano com você e o que você representa? Me poupe. Feliz viagem”, disse. Iratã respondeu: “sim, republicano com a Câmara, um órgão de controle, tens dificuldades nisso? O que represento? A população”, retrucou. O prefeito ainda fez questão de cutucar: “Deixa a câmara fora disso. Tenho o maior respeito pela instituição. Não posso dizer o mesmo do Sr... Foi uma eleição atípica”, disse.

No final da discussão o prefeito pediu que o vereador parasse com o que chamou de “falso denuncismo”. “Poderias começar mudando as atitudes, demonstrando madurez e respeitando o voto dos palmenses. Chega de falsos denuncismos”, pediu.

O vereador da oposição então propôs que seja feita uma acareação. “Também demonstre sua maturidade e respeito com o povo, aceite meu desafio, participe de uma acareação comigo”, provocou. Iratã disse estar disposto a fazer a discutir a saúde da capital e provar que segundo ele a área piorou com relação a 2012 na capital.

“Não fui eleito como você...Me desculpa..Pequena diferença”, provocou o prefeito, mas Iratã insistiu e pediu que o prefeito fosse frente a frente com ele no debate e comparação dos índices da área.

A discussão continuou na rede social e o prefeito ainda chegou a dizer: “Sim estou correndo e morrendo de medo de você e da mamãe...O Tocantins esta cheio de vocês. Adeus”, disse.

Explicações

O prefeito aproveitou para fazer uma série de explicações sobre a área da Saúde. “Para os palmenses, a quem devo explicações da gestão em 2013.Da saúde.1- 10 postos de saúde inaugurados.2-Aumento de mais de 20% na cobertura. 3-Inauguração de centro de especialidades odontológicas. 4- Implementação do SIN, sistema integrado de atendimento.5-Mutirão de oftalmologia .Convênios assinados em todas as áreas,garantindo agilidade de atendimento e resultados. Criamos a residência da saúde.7-A reforma das USF. Não somos mais a capital da Dengue,pelos resultados das campanhas de prevenção.9-Aumentamos muito o numero de equipes de atendimento, De ambulâncias sucateadas,agora temos 10 em perfeito estado....Convenhamos..Falta Muito. Estamos trabalhando.E que venha 2014”, listou.

O gestor apontou ainda uma possível retaliação ao trabalho do secretário Nicolau Esteves. “Gente querendo destruir o Nicolau,assim o PT cai no colo e de lambuja, ferram Palmas. Política nojenta. Vamos trabalhar,não atrapalhar. Chega”