Palmas

Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira, 03, o prefeito em exercício de Palmas, Major Negreiros, a secretária interina de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seisp), Valéria Hollunder, e o secretário de Relações Institucionais, Tiago Andrino, acompanharam o início da ação de intensificação da operação tapa-buracos, que aconteceu na região sul, no entorno da Estação Xerente, no Jardim Aureny III.

A operação acontecerá também neste fim de semana para aproveitar a previsão de dias ensolarados e se estenderá por toda a capital.

Para a execução do trabalho, a Seisp disponibilizará uma força-tarefa formada por aproximadamente 12 equipes, ou seja, uma média de 80 operários que vão agir simultaneamente em diversos pontos de Palmas. A Avenida Theotônio Segurado, em toda sua extensão, as NS 2 e 4, as principais avenidas dos Aurenys e a Avenida Tocantins, em Taquaralto, também devem receber a operação já nesta sexta-feira.

Segundo o prefeito em exercício, Major Negreiros, a prefeitura irá concentrar esforços para minimizar o problema na capital, inclusive, com serviço contínuo nos finais de semana. “Esta ação está sendo intensificada para minimizar os efeitos das ações das grandes quantidades de chuvas nos últimos dias, para isso, estamos buscando material de melhor qualidade, fazendo uma análise técnica por meio dos nossos profissionais da prefeitura”, enfatizou. 

Valéria Hollunder ressalta que essa ação é contínua, e esta sendo intensificada agora no período chuvoso. “Desde o início, tínhamos equipes trabalhando com a identificação dessas áreas mais atingidas para programar os serviços que são contínuos. Vamos intensificar nosso trabalho nas áreas em que sabemos que terão uma interferência com maior aparecimento de buracos, para aplicarmos o produto que possa durar mais e prolongar a vida útil desse pavimento”, disse.

A secretária explicou ainda que pelo fato da malha viária da capital ser muito antiga, e de não ter recebido um trabalho de reparo ao longo dos anos, ocasionou o surgimento de muitos buracos. “Estamos cientes destes problemas, agora vamos fazer os reparos e trabalhar com os serviços preventivos para evitar danos maiores à população”, esclareceu.

Além disso, Valéria Hollunder ressaltou que um dos maiores causadores de buracos são os excessos de águas paradas nas vias públicas, ocasionadas pela falta de drenagem. “Este é um problema antigo da nossa cidade, não temos como resolver tudo de uma só vez, mas à medida em que os projetos estão sendo aprovados, todas as nossas novas obras são feitas com drenagem, para evitar que este problema persista”, enfatizou.

Técnica aplicada

Para executar o serviço de tapa-buracos dois materiais estão sendo utilizados o PMF (Pré-Misturado a frio) e o CBUQ (Concreto Asfáltico Usinado a Quente) aplicado a frio. O primeiro garante mais estabilidade em locais onde as aberturas são mais profundas. Já o segundo material é mais utilizado em buracos mais superficiais. Neste caso, o material apresenta maior resistência e durabilidade inclusive para suportar melhor as chuvas intensas. (Secom Palmas)