Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Araguatins, município localizado no extremo Norte do Estado, na região do Bico do Papagaio prendeu, na manhã desta terça-feira, 7, uma quadrilha acusada de assaltar uma residência localizada no Setor Nova Araguatins naquele município.

Os autores do crime são: José Rene Gomes Ferreira, 21 anos de idade, Eduardo Lopes Barros, 18 anos de idade, Daniscley Chavier Rocha de 20 anos de idade, além do adolescente, de 15 anos de idade. De acordo com o delegado plantonista, Evandro Gomes os jovens já há alguns dias vinham planejando assaltar a residência da vítima, tendo executado todo o planejamento do crime através da internet utilizando o facebook.

Nesta última segunda-feira, 6, por volta das 20hs, os acusados se reuniram em uma praça, localizada nas proximidades da residência da vítima e deram prosseguimento ao crime. Os autores levaram consigo, dentro de uma bolsa, um litro de álcool e uma fita isolante bastante resistente.

Usando tocas, eles invadiram a residência da vítima após pularem o muro e entrar por uma das janelas. Já no interior da casa, um dos criminosos que estava portando uma arma de fogo, efetuou acidentalmente um disparo vindo a atingir o pé esquerdo de José Rene, um dos comparsas. Diante disso o grupo que já tinha subtraído vários objetos do interior do imóvel evadiu-se do local, com exceção deste último.

A vítima acionou a Polícia Militar que efetuou a prisão de Rene, enquanto que o delegado plantonista, juntamente com sua equipe deu início às diligências no sentido de localizar e prender os outros integrantes da quadrilha. Por volta das 9h desta terça-feira, 07, os demais foram presos e o adolescente apreendido.

José Rene, Eduardo e Daniscley foram autuados em flagrante pelos crimes de furto, formação de quadrilha e corrupção de menores e, após os procedimentos cabíveis foram encaminhados à carceragem da Cadeia Pública de Araguatins onde permanecerão a disposição do Poder Judiciário. Já o adolescente foi entregue aos cuidados do Ministério Público para as providências cabíveis. (Ascom SSP)