Polí­tica

Foto: Divulgação

O secretário estadual da Agricultura e Pecuária, Jaime Café manifestou nesta última terça-feira, 7, o interesse em deixar o governo antes do período de desincompatibilização. O governador Siqueira Campos analisa o pedido. Jaime Café está no governo desde o início desta gestão, em 2011.

Jaime Café deixou à disposição do governo do Estado o cargo de secretário da agricultura e pecuária, que ocupa desde o início desta gestão. Em audiência com o governador Siqueira Campos no fim da tarde da ultima terça-feira, 7, no Palácio Araguaia, Café manifestou seu interesse em deixar o cargo considerando ser este um ano eleitoral. O Governador analisa o pedido e até seu posicionamento oficial, Jaime Café continua à frente da Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (Seagro).

A decisão de Jaime Café em deixar o cargo à disposição do governo do Estado para que o governador analise a possibilidade e necessidade de sua exoneração se deu um dia depois da publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) da exoneração a pedido de Eduardo Siqueira Campos, que estava à frente da Secretaria de Estado de Relações Institucionais (SRI).

Assim como Eduardo Siqueira, Café afirma que considera adequado deixar o governo do Estado mesmo antes do prazo final para desincompatibilização, estipulado pela Justiça Eleitoral. “(...) considerei uma atitude correta e honesta com os tocantinenses, com a gestão pública e com o senhor, a postura do senador Eduardo Siqueira Campos em se desligar do governo do Estado, já nos primeiros dias deste ano. Incentivado por este gesto que demonstra respeito e transparência com as próprias ações, também venho, por meio desta, pedir a minha exoneração do cargo de secretário que honrosamente exerço nesses três anos de vossa administração”,  afirma em trecho da carta.

Avaliação

Café fez uma avaliação da administração, com destaque para as ações voltadas ao fortalecimento da agricultura familiar no Estado. “Milhares de famílias de agricultores do Tocantins vêm sendo beneficiadas com as máquinas do programa Pró-Município. É um dos programas de maior acerto da administração estadual, de maneira que promove o acesso dos pequenos produtores à inovação tecnológica”, disse.

Para ele, o Programa de Assistência aos Municípios (PAM) também merece destaque por ter proporcionado a recuperação de estradas vicinais em todo o Tocantins. Café também lembra que nesta gestão diversos programas e projetos iniciaram fases importantes no andamento e execução, a exemplo do Prodoeste-Pium, projetos São João, Gurita e Eco Seringueira, e a revitalização do projeto Formoso.

Logo abaixo, na íntegra, segue o texto da carta de exoneração escrita por Jaime Café e entregue ao governador Siqueira Campos.

---------------------------------------------------------------------

Palmas/TO, 7 de janeiro de 2013.

Ao Excelentíssimo Senhor Governador do Estado do Tocantins,

José Wilson Siqueira Campos.

Senhor Governador,

Quero, primeiramente, expressar meu orgulho e satisfação em fazer parte do vosso grupo de trabalho. Mesmo como prefeito de um dos mais bem sucedidos municípios do interior tocantinense, a pujante Lagoa da Confusão, ainda em dezembro de 2010 aceitei o honroso convite para compor vossa equipe de Governo à frente da nossa Secretaria da Agricultura e Pecuária, do nosso querido Tocantins.

Sabia naquela época, com a confiança que mantenho hoje, que este seria um governo de desafios visto a necessidade de resgatar tantos compromissos com os tocantinenses. O cenário financeiro que se desenhou ao longo desses últimos três anos acabou por pesar ainda mais na administração pública. Mas apesar disso, senhor Governador, digo com a tranquilidade e conhecimento de quem esteve todos os dias neste governo que muito vem sendo feito, em especial para o desenvolvimento do agronegócio, fomento à economia e incentivo à geração de renda e qualidade de vida dos milhares de tocantinenses que sustentam suas famílias com o trabalho na agricultura e na pecuária.

Na área de agricultura, setor de atuação que, humildemente, tive condições de prestar minha contribuição, me orgulho em dizer que a safra tocantinense até o final de 2014, conforme previsão da CONAB, crescerá durante o atual período de seu governo 43% em área plantada e 66% na produção, superando a marca de 3 milhões de toneladas produzidas. Esse e outros resultados estão diretamente relacionados ao potencial econômico do nosso Estado, é verdade, mas também ao apoio e incentivos concedidos pelo governo de Vossa Excelência ao setor, que viabilizou a implantação de uma das maiores esmagadora de soja do Brasil em Porto Nacional e da maior indústria de processamento de arroz da América Latina, na Lagoa da Confusão, dentre inúmeros outros empreendimentos importantes.

No Tocantins, o pequeno e o grande produtor vem recebendo o tratamento e atenção do Governo do Estado e muito me orgulha fazer parte deste trabalho. Milhares de famílias de agricultores do Tocantins vêm sendo beneficiadas com as máquinas do programa Pró-Município. É um dos programas de maior acerto da administração estadual, de maneira que promove o acesso dos pequenos produtores à inovação tecnológica. Produtores estes, cujo trabalho diário e árduo, produzem alimentos que estão na mesa dos tocantinenses.

As estradas utilizadas pelos produtores rurais estão sendo recuperadas com o PAM (Programa de Assistência aos Municípios), levando mais agilidade no transporte da produção e segurança para quem trafega por essas vias. São ações de tamanha importância que, no dia a dia, o cidadão que mora na cidade talvez não perceba, mas são sentidas, positivamente, por quem está na ponta do processo, o homem do campo.

Quero ressaltar ainda, que durante nossa gestão a frente da SEAGRO, demos andamento a diversos programas/projetos com destaque para: (i) Projeto Prodoeste-Pium, que encontra-se em fase final de elaboração do Projeto Executivo; (ii) Ocupação dos Projetos Hidroagrícolas Manoel Alves, com 90% de sua área já explorada; Projeto São João, com 80% dos lotes licitados, e com 30% produzindo; Projeto Gurita, 100% licitado e em produção; (iii) Revitalização do Projeto Formoso, já com recursos empenhados no Ministério da Integração, para inicio das obras; (iv) Projeto Eco Seringueira, para diversificação das atividades do pequeno agricultor, em fase de implantação para 1.260 famílias, além do desenvolvimento de outros 47 programas/projetos, que irão injetar na economia do Estado mais de 10 bilhões de reais.

Digo isso, senhor Governador, nesse breve relato do que fizemos, que não entrei nesse governo para ser candidato, mas com o propósito de colaborar. Hoje vejo que, com a ajuda do corpo técnico da SEAGRO, com o trabalho em conjunto com a ADAPEC, RURALTINS e ITERTINS, e outras instituições, conseguimos colaborar para que a agricultura tocantinense, já forte por potencial próprio, conseguisse subir, ainda mais, no patamar de desenvolvimento.

Exerço o cargo de Secretário de forma técnica. Sou gestor dentro do preceito de agir com a responsabilidade que se espera de um agente público. Mas sou também um agente político. Desta forma, Senhor Governador, faço questão de deixar registrado que considerei uma atitude correta e honesta com os tocantinenses, com a gestão pública e com o Senhor, a postura do Senador Eduardo Siqueira Campos em se desligar do governo do Estado, já nos primeiros dias deste ano. Incentivado por este gesto que demonstra respeito e transparência com as próprias ações, também venho, por meio desta, pedir a minha exoneração do cargo de secretário que honrosamente exerço nesses três anos de Vossa administração.

O ano eleitoral em curso requer atenção especial dos que serão partícipes ativos nesse processo. Assim sendo, senhor Governador, eu, agente político que sou, não poderia continuar na administração estadual sem poder dar a ela a dedicação necessária para que os programas e ações da SEAGRO continuem em pleno desenvolvimento.

Aproveito para agradecer toda a confiança em mim depositada na condução dos trabalhos e dos projetos em desenvolvidos na Secretária. Tenha certeza Senhor Governador, que a dedicação dos servidores da SEAGRO e dos demais secretários não cessará, para que este governo cresça e continue cuidando da população tocantinense.

Por: Redação

Tags: Jaime Café, Siqueira Campos