Geral

Esta é a primeira vez que a região norte do País sedia o Congresso Nacional de Mocidade Presbiteriana que chega a 17º edição. A capital do Tocantins, Palmas, recebe de 14 a 19 de janeiro, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO) - Campus Palmas, cerca de 600 jovens presbiterianos vindos de 24 estados do Brasil. A Comissão Organizadora Local (COL) informou que estão sendo esperadas 05 caravanas vindas dos Estados da Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão e Minas Gerais. Alguns jovens começam a chegar na capital ainda neste fim de semana.

Este é o maior evento da juventude da Igreja Presbiteriana do Brasil realizado a cada quatro anos. O Congresso já passou por cidades importantes como Recife, Lavras, Salvador, Presidente Soares, Campinas, Governador Valadares, Maceió, Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba e Caldas Novas.

Durante 6 dias os jovens participarão de momentos de louvor e adoração, estudos bíblicos, análise das atividades e propostas para o desenvolvimento do trabalho em âmbito nacional, além da eleição nacional da União de Mocidade Presbiteriana (UMP). A nova diretoria terá como missão de conduzir a juventude nos próximos quatro anos.

O congresso terá início no dia 14 de janeiro, às 14 horas, com recepção e credenciamento dos congressistas e às 19 horas acontece a Cerimônia de Abertura, realizada pelo reverendo Roberto Brasileiro, presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil, no Instituto Federal de Tocantins - Campus Palmas.

Para o presidente da Comissão Organizadora Local (COl), Éber Souza, o congresso tem o objetivo administrativo de eleger a diretoria que trabalhará por mais quatro anos com os Jovens da Mocidade Presbiteriana em todo o país, incentivando e norteando os trabalhos locais que vão desde momentos devocionais, recreativos que incentivam a comunhão a atividades de relevância social que tocam a vida de outras pessoas de forma positiva.

O capixaba Anderson Pimentel Meneguce, presidente da União de Mocidade Presbiteriana Nacional, acrescenta que este é o momento da Mocidade Presbiteriana repensar e planejar o seu futuro, pois além das decisões administrativas, teremos momentos devocionais muito significativos com a presença de preletores e músicos de renome nacional e internacional.

Sobre a programação

O XVII Congresso Nacional da Mocidade Presbiteriana terá como preletores os pastores Marcos Agripino Castro de Mesquita, pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil e missionário da Agência Presbiteriana de Missões Transculturais (APMT) com vasta experiência em missões transculturais no Brasil e no Exterior; Roberto Brasileiro, pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil e preside o Supremo Concílio da mesma desde 2002 e diretor do IBEL (Instituto Presbiteriano Eduardo Lane); Young Ko, coreano epastor da Igreja Presbiteriana do Brasil Água Viva de São Paulo e C. René Padilla, equatoriano atualmente mora na Argentina e é pastor batista e doutor em Novo Testamento pela Universidade de Manchester. Padilla foi preletor do último congresso Lausanne na África do Sul e também é um dos principais divulgadores da Teologia da Missão Integral em todo o mundo.

Os momentos de louvor e adoração serão conduzidos pelas bandas tocantinenses Arca Nova (14/01), Eliseu Eduardo e Banda (15/01) e Templo Sete (17/01). O cantor Paulo César Baruck e Banda também confirmou presença e ministrará na quinta-feira, 16/01.

A Comissão Organizadora Local (COL) informou que os congressistas também participarão de programações turísticas em Palmas, Taquaruçu, Jalapão, entre outros.