Campo

Foto: Divulgação

As comunidades rurais do Estado poderão contar com mais um benefício para construção de moradias no campo. A Secretaria da Agricultura e Pecuária (Seagro), juntamente com a Federação dos Trabalhadores Rurais do Estado do Tocantins (Fetaet) e o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), agricultores familiares e agentes financeiros reúnem-se com técnicos da Unidade Técnica Estadual de Santa Catarina para conhecer como funciona o Programa Nacional de Habitação de Rural (PNHR). A reunião acontecerá na próxima segunda-feira, 20, a partir das 14h, no auditório da Secretaria da Agricultura.

Neste primeiro momento, a intenção dos integrantes do Estado é conhecer o mecanismo de funcionamento do programa para, posteriormente ser implantado no Tocantins. Segundo o coordenador de crédito fundiário da superintendência de desenvolvimento da agricultura familiar, José das Crianças da Costa, o Estado de Santa Catarina é um exemplo e o programa já funciona há muito tempo. “Convidamos os técnicos para que nos ensine como funciona o processo de implantação do programa. Notamos que é de suma importância para melhorar a vida dos agricultores familiares do Estado”, destacou.

Benefícios

José Costa disse ainda que o programa é mais uma oportunidade para garantir aos agricultores familiares condições dignas de moradia, oferecendo vantagens para três grupos de acordo com a renda familiar. No Tocantins, a grande maioria se enquadra no grupo 1, com renda familiar anual de até R$ 15 mil. “O programa oferece mais vantagens, por isso precisamos implantar no Estado para que possa beneficiar milhares de produtores rurais no campo”, reforçou.

O Programa Nacional de Habitação Rural é um componente do Programa Minha Casa Vida, com a finalidade de reduzir o déficit habitacional rural, incentivando a manutenção da família no campo, oferecendo moradias por meio de reforma ou através de novas construções. (Ascom Seagro)