Polí­tica

Foto: Divulgação

Durante agenda de trabalho realizada em Brasília- DF nessa quarta-feira, 22, o prefeito de Palmas, Carlos Amastha, dialogou com o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, sobre a criação por parte do Governo do Estado, da Região Metropolitana de Palmas (Metropalmas).

De acordo com o governo estadual, o projeto Metropalmas, aprovado por meio da aprovação da Lei Complementar votada no final do ano passado na Assembleia Legislativa do Tocantins tem como um dos objetivos possibilitar a implantação de projetos de mobilidade, porém segundo Amastha, o mesmo não é sequer conhecido pelo ministro e pela equipe técnica da pasta. “O ministro Aguinaldo deixou  claro que o Ministério desconhece o projeto do Tocantins e ainda salientou que só consideram as regiões metropolitanas identificadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que entende que essas regiões são formadas por municípios que fazem fronteira entre si”.

O prefeito também adiantou que o Ministério das Cidades está atuando da formatação de legislação específica para regiões consideradas metropolitanas e que tal medida ainda será apreciada pelo Congresso Nacional. “Para o Ministério é inviável a apresentação de projetos que visem captação de recursos para a região metropolitana de Palmas até por que o órgão não a reconhece como tal”, salientou.