Estado

Foto: Divulgação

O governador Siqueira Campos empossou dois novos secretários em reunião realizada no Palácio Araguaia na tarde desta sexta-feira, 24. Na Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (Seagro), o ex-deputado federal e produtor rural de Araguaína Júnior Marzola assumiu o cargo que até então estava com Jaime Café. Já na pasta do Trabalho e Assistência Social (Setas), o deputado estadual Raimundo Wilson Ulisses Sampaio, o Raimundo Palito, assumiu o posto deixado por Agimiro Costa no início desta semana. Tanto Café quanto Agimiro deixam o governo a pedido. 

De acordo com o governador, os novos gestores assumem os cargos com a missão de dar continuidade ao trabalho nas pastas e foram escolhidos porque podem contribuir para o desenvolvimento do Estado. “A nossa meta é dar continuidade aos projetos que a Seagro está tocando, que são projetos importantes para o muito importantes para o desenvolvimento econômico e social do nosso Estado”, disse Marzola. 

Palito também destacou a continuidade dos projetos e programas. “Vou conhecer mais os projetos que estão sendo desenvolvidos. Substituir Agimiro é muito difícil, primeiramente, pela pessoa que ele é e pelo trabalho que exerceu. Mas, por outro lado, é fácil pois pego uma secretaria consolidada com tudo funcionando”, disse ele. 

Siqueira Campos elogiou a contribuição dos ex-secretários Café e Agimiro. “Passamos de cerca de 50 mil hectares para mais de 800 mil hectares de áreas cultivadas. Os investimentos nas seringueiras, a conclusão do projeto Manoel Alves, que talvez seja a coisa mais importante na área da agricultura que podemos ter, que é a agricultura irrigada”, disse o governador. Na área de atuação da Setas, Siqueira Campos frisou a implantação de projetos importantes. “No setor do Trabalho e Assistência Social Agimiro cumpriu mais do que muitos poderiam fazer. Buscou entendimento entre entidades patronais e os trabalhadores”, avaliou. 

Avaliação 

Café fez uma avaliação das ações da Seagro destacando projetos como os de irrigação e o programa de repasse de maquinário agrícola para a agricultura familiar. “Em três anos aumentamos mais de 60% a nossa produção de grãos; em três anos quase que dobramos a produção de carne; em três anos chegamos a dobrar a nossa produção de florestas. Em 2010, a Agrotins movimentou cerca de R$ 56 milhões em negócios. Em 2013, foram movimentados quase meio bilhão de reais”, disse o ex-secretário. 

Agimiro lembrou dos projetos desenvolvidos pela Setas, como os cartões dos programas Tocantins sem Fome e Tocantins sem Miséria, além do fortalecimento da economia solidária no Estado. “Estamos atendendo hoje mais de 25 mil famílias com os cartões do Tocantins sem Fome. Com o Pioneiros Mirins, fizemos uma evolução muito forte e estamos fazendo isso junto com a Educação para que as crianças possam ir para a Educação de Tempo Integral”, disse. 

Presenças

A solenidade para posse de Marzola e Palito como secretários de Estado contou com a presença da deputada federal Dorinha Seabra, do deputado estadual Osires Damaso, além de secretários de Estado e servidores das Secretarias da Agricultura e Pecuária e do Trabalho e Assistência Social.

Perfil

Ângelo Crema Marzola Júnior nasceu no dia 07 de fevereiro de 1966, em Uberaba – Minas Gerais, e é casado com Marly de Carvalho, com quem tem três filhos: Ana Thereza, João Vitor e Ana Júlia. Um dos pioneiros no Estado mudou-se para Araguaína em fevereiro de 1984, onde trabalha com pecuária desde então. Marzola tem vasta experiência na gestão de entidades ligadas ao agronegócio, sendo que já foi presidente do Sindicato Rural de Araguaína, do Fundo Privado de Desenvolvimento Agropecuário do Tocantins (Fundeagro), da Federação da Agricultura do Tocantins (Faet), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Marzola também defendeu as causas do agronegócio tocantinense como deputado federal.