Polí­cia

Policiais Civis da divisão da Polinter e capturas, com apoio de agentes da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, sob o comando do Delegado Reginaldo de Menezes Brito efetuaram, na tarde da ultima sexta-feira, 24, a prisão de Fernando Batista da Silva, 23 anos. Fernando foi preso em consequência do cumprimento de um mandado de prisão preventiva, pela prática do crime de furto.

De acordo com o delegado, Fernando foi localizado após investigações realizadas pelos agentes da Polinter, que indicaram o seu possível paradeiro e, quando o mesmo se encontrava nas imediações do Instituto de Criminalística, foi abordado e preso.

Após os procedimentos cabíveis, o suspeito foi encaminhado a Casa de Prisão Provisória de Palmas onde permanecerá a disposição do Poder Judiciário.

Em outra ação policial, equipes da Polinter com apoio de policiais civis da Delegacia de Furtos de Veículos, cumpriram outro mandado de prisão preventiva, desta vez em desfavor de Gilberto Alves Santana, 27 anos. O suspeito havia sido preso na ultima quinta-feira, 23, às 14h, após ter cometido, poucas horas antes, um furto a uma residência localizada no centro da capital.

O mandado de prisão contra o suspeito foi expedido pela 4ª Vara Criminal de Palmas por crime de furto, sendo cumprido às 17h30min quando o mesmo se encontrava na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP).

Para o delegado Reginaldo Brito, as prisões de Gilmar e Fernando demonstram o total comprometimento dos policiais civis no exercício de suas funções e traz mais segurança a população, haja vista que ambos são acusados pela prática de vários furtos e roubos em Palmas.

“Estamos cumprindo as orientações repassadas pelo Secretário da Segurança Pública José Eliú de Andrada Jurubeba e pela chefia da Polícia Civil, no sentido de intensificar as investigações e dar cumprimento a mais mandados de prisão de pessoas que se encontram foragidas da Justiça. Nos próximos dias mais ações serão deflagradas a fim de que mais envolvidos em práticas criminosas sejam tirados de circulação”, frisou o Delegado. (SSP)