Campo

Foto: Divulgação

Com o intuito de fomentar a produção e comercialização de pequenos animais como galinhas, porcos, cabras e ovelhas, a Federação das Associações e Entidades Rurais do Tocantins (Faerto) realizou no ultimo domingo, 26, uma reunião com dezenas de produtores rurais de Palmas. O evento contou com a parceria da Prefeitura de Palmas através da Secretaria de Desenvolvimento Rural (Seder).

“Nossa intenção é levar renda para estes produtores, aumentar a oferta de alimentos e produtos oriundos dos pequenos animais e respeitar as normas sanitárias e a segurança alimentar”, explicou o senhor Marcino Pereira, presidente da Faerto, acrescentando que para isso é de grande importância à parceria com a Prefeitura de Palmas.

Ainda de acordo com Pereira, todas as 34 associações de produtores rurais de Palmas devem fazer um cadastro dos produtores que desejam trabalhar com pequenos animais e enviar a entidade. “Com este cadastro em mãos vamos dar início a capacitação e a busca de recursos financeiros para iniciar o processo produtivo”, afirmou o presidente.

Uma das preocupações levantadas durante a reunião foi onde seriam abatidos os animais para comercialização, visto que é necessário obedecer a leis e normas sanitárias. O secretário de desenvolvimento rural, Roberto Sahium, declarou já ter um projeto para o abatedouro, “Já estamos com o projeto para o abatedouro de pequenos animais em andamento e temos a verba assegurada para implantação do mesmo”, afirmou.

O presidente da Associação de Produtores Rurais do Rio Macaquinho, José Antônio Galvão da Silva, falou das expectativas dos associados. “Nosso grupo está com vontade de trabalhar e apostar em novas oportunidades. Só faltava esta parceria com a Faerto e a Prefeitura para termos certeza que criar os pequenos animais é um bom investimento”, afirmou Silva.

O médico veterinário da Seder, Humberto Mesquita, falou sobre a construção de um projeto para criação de pequenos animais, “é preciso mensurar custos, mão de obra, alimentação, enfim, tudo o que é necessário para o bom andamento e a lucratividade desta atividade”, afirmou o veterinário, acrescentando que a Seder conta com profissionais aptos a acompanhar cada propriedade que optar pelo segmento.

Eurijan Martins, diretor de desenvolvimento rural da Seder, afirmou, “Temos como opção a venda direta ao consumidor, e ainda para programas governamentais como o compra direta local, a merenda escolar e projetos sociais do município”, disse.

Estiveram presentes na reunião produtores rurais das regiões Vão do Lajeado, Santa Fé, Francisco Galvão, Coqueirinho, Taquarussu Grande e Macaquinho. Também participaram da reunião o vereador Etinho Nordeste, e Neimar Magalhães, representando o secretário de governo e relações institucionais, Tiago Andrino.

De acordo com os dirigentes da Faerto em fevereiro serão realizados dois novos encontros,  com produtores de leite e produtores de mandioca. (Secom Palmas)