Saúde

Foto: Divulgação

Com a finalidade de controlar a transmissão da dengue, a Secretaria Municipal da Saúde (Semus) e parceiros estão intensificando as ações de prevenção e combate à doença. Na próxima segunda-feira, 03, será iniciada força tarefa que atuará nas áreas onde foram encontrados mais focos do Aedes Aegypti, mosquito transmissor do vírus.

No período de 03 a 07 de fevereiro, os esforços que envolverão simultaneamente os agentes de combate a endemias e os agentes comunitários de saúde, serão concentradas nas quadras 303 N, 305 N, 307 N, 405N, 407 N, setor Santa Fé, Taquaralto e setor sul. Paralela à ação dos Agentes, a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos estará realizando atividades de limpeza, palitação, destruição de criadouros, entre outras.

A meta é que todos os imóveis dessas áreas que são prioritárias sejam visitados pela Força tarefa, que continuará as ações de 17 a 21 de fevereiro. “As regiões prioritárias foram escolhidas por serem mais críticas, são áreas onde sempre são encontrados focos”, explica o diretor de vigilância em saúde, Whisllay Maciel, ao ressaltar que as outras regiões da cidade não serão negligenciadas.

Maciel afirma que neste período as ações terão como prioridade a destruição do foco do mosquito. “Nossa principal tarefa é localizar e destruir o foco, paralelo a isso faremos ações preventivas e educativas, mas se não houver destruição de focos, não conseguiremos evitar a doença”, afirmou.

Números

Em 2013, foram notificados 8.408 casos de dengue, contra 9.615 em 2012, o que significa uma redução de 13%. Já em janeiro de 2014 foram notificados 510 casos de dengue, contra 688 no mesmo período.

Entretanto, apesar da redução, é preciso que a população esteja vigilante. “O período chuvoso é o período crítico para a procriação de focos do mosquito, sendo que a maioria deles é encontrada dentro das residências, por isso a colaboração da população é fundamental”, frisou o secretário-executivo da saúde, Luiz Fernando Freez. (Secom Palmas)