Estado

Foto: Divulgação

A deputada estadual do PT, Amália Santana participou da abertura do I Simpósio Internacional Desenvolvimento Regional que aconteceu na noite desta segunda-feira, 3, na Universidade Federal do Tocantins. A cerimônia de abertura contou coma a presença de vários acadêmicos e das alunas do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica dos vários municípios do Tocantins.

A parlamentar parabenizou a iniciativa do Núcleo de Estudos das Diferenças de Gênero da Universidade Federal do Tocantins pela realização desse simpósio com uma temática tão importante que é o papel das mulheres no desenvolvimento regional através da educação. Nesse sentido em sua fala a parlamentar lembrou a criação da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres em 2003, pelo ex-presidente Lula e afirmou que o Brasil passou a investir nas políticas públicas de igualdade.  “Nos últimos 5 anos  temos notado que o Brasil tem reduzido a desigualdade entre os gêneros e uma das principais causas dessa redução se deve a educação. Cada vez mais as mulheres estão se qualificando e melhorando as suas oportunidades no mercado de trabalho. O exemplo está aqui nesse auditório que é composto pela maioria de mulheres, muitas de vocês cursando o ensino superior por meio do Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica – PARFOR”, disse.

Destacando a vasta programação do evento a deputada frisou que a expectativa para as discussões é positiva e com certeza vai fazer o diferencial na educação tocantinense. “Desejo que aproveitem bastante esse simpósio e o que o NEDIG continue trazendo questões tão importantes para o debate tanto na universidade como fora dela”, pontuou.

Amália, que sempre defendeu o acesso das mulheres ao ensino superior, se colocou á disposição para contribuir e propor projetos relacionados ás políticas públicas para as mulheres. “Coloco aqui a disposição de vocês o meu mandato de deputada estadual, sou uma das poucas mulheres na Assembleia Legislativa do Tocantins mas sei da minha importância enquanto mulher de levar questões e projetos que possam reduzir a desigualdade entre homens e mulheres no Tocantins”, concluiu.

O evento

A palestra de abertura foi ministrada pela professora Doutora Olaya Guerrero da Universidade de Rioja (Espanha) que falou sobre o empoderamento de gênero como estratégia para o desenvolvimento.  O simpósio é promovido pelo Núcleo de Estudos das Diferenças de Gênero (NEDiG) com o apoio do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional e integra o projeto de pesquisa 'Desenvolvimento Regional sob a perspectiva de gênero: um estudo sobre a atuação organizada das mulheres nos Organismos Governamentais de Políticas para Mulheres no Amazonas e Tocantins', financiado pelo CNPq.

Por: Redação

Tags: Amália Santana, UFT