Polí­tica

Foto: Clayton Cristus/AL Petista sugeriu que pinóquio substitua Siquerido Petista sugeriu que pinóquio substitua Siquerido

O deputado do PT, José Roberto Forzani foi à tribuna da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira, 5, relembrar e detalhar todos os compromissos e promessas que o governador fez na campanha de 2010 e com isso iniciou um debate político que tomou conta de maior parte da sessão. “O primeiro compromisso que está aqui foi criar a Secretaria das Oportunidades para gerar emprego e renda. O segundo compromisso foi o médico na porta das moradias”, citou.

O petista questionou vários pontos. “Hoje os médicos vão na moradia através do governo do Estado? Não, não vai. Então essa é uma mentira que não foi cumprida”, frisou. Outra promessa lembrada foi a poupança jovem para estudante que formaram no ensino médio além da construção de 200 escolas de tempo integral. “Até hoje quantas foram construídas? Zero! Não construiu nenhuma”, frisou.

A construção dos 18 hospitais regionais e o combate duro ao crack também foram outras ações prometidas pelo atual governador e que não foram cumpridas, segundo o deputado. “O metrô de Palmas ele prometeu conseguir mas não fez nada”, disse. Outras críticas foram com relação à promessa de construção de mais de 50 mil casas populares e 2.400 km de asfalto.

“Nesses quatro anos de compromisso não conseguiu cumprir nenhum. Não é que fez parcialmente, não cumpriu nenhum”, disse o petista. O governo tem como pilar a mentira. “Ele ( o governo) foi construído em cima de mentira. Um dos pilares é a mentira. Em quatro anos nada que ele falou para o povo ele cumpriu, esse governo realizou zero do que prometeu”, frisou.  Segundo o deputado as mesmas mentiras serão contadas outra vez na eleição deste ano. “Difícil é ser tocantinense para aguentar essas mentiras”, completou Forzani.

O parlamentar ainda ironizou o governador e sugeriu que na campanha o mascote do governador ao invés do Siquerido seja o Pinóquio. “Na próxima campanha ele deve usar esse boneco na campanha e faça a campanha com o nome de Pinoqueira”, disse.

Bonifácio retruca

Após o pronunciamento do deputado, José Roberto Forzani o republicano José Bonifácio disse que o petista nos três primeiros anos de gestão apoiava o governo. “Quase três anos ele foi governo. Ou tava jogando dos dois lados? Toda semana o PT se reunia com o Eduardo Siqueira”, disse. Bonifácio defendeu o governo e disse que a atual gestão fez várias coisas que não prometeu.

“Não farei nenhuma defesa porque acho que o governo não precisa de defesa”, frisou. Segundo o deputado o foco da atuação dos deputados deve ser nos projetos.

O deputado governista Osires Damaso (DEM), que presidia a sessão no momento da fala de José Roberto, saiu na defesa do governo. “Quando o governador fez as promessas de campanha ele esperava encontrar um estado em condições de governar, com muitas dívidas, sem dinheiro no caixa. Ele não dá conta de fazer milagre”, disse. Segundo o deputado o atual governo já fez mais de 50% do que prometeu na campanha.

O líder do governo, Carlão da Saneatins disse que ficou sem entender as críticas do colega já que ele teria elogiado o governo pela construção de mais de mil poços artesianos “ O governo lhe apoiou e vem apoiando nas promessa de campanha na sua zona eleitoral”, frisou.

Pugliese endurece

O peemedebista José Augusto Pugliese endureceu as críticas e frisou que o atual governo tem a pior prática administrativa do Brasil. “ De cada R$ 100 que entrou nos cofres do estado em média R$ 6 chegou no investimento, nas construções”, disse. Ele repercutiu ainda o dado de 50% das despesas do ano passado foram com pessoal. “O povo está sonhando com o PMDB de novo no Palácio Araguaia”, disse,  argumentando que na gestão do seu partido o Estado tinha grandes obras e investimentos para os municípios.

“Hoje o deputado que trouxer aqui despachando com esse governador vou pagar o peso dela em ouro. Só conhece o governador mentindo na Televisão”, criticou. Segundo ele nunca se viu tanto abuso com relação ao dinheiro público no Estado.

O clima de desavença continuou e dessa vez o deputado Amélio Cayres saiu na defesa do governo. “Falar em um governo, falar em hospitais. Me mostre um leito feito no governo do PMDB em oito anos”, desafiou. Segundo ele os principais hospitais do Tocantins estão sendo construídos. Ele criticou ainda as cobranças que o ex-governador Marcelo Miranda com relação a algumas obras do governo em Araguaína. “O sujo falando do mal lavado não dá”, frisou.

O líder do governo também rebateu. “A campanha já começou aqui no parlamento. Infelizmente o ano será de prejuízo”, frisou. Segundo ele o governo herdou um câncer e está dando um novo rumo para o Estado do Tocantins. Eli Borges (Pros) também rebateu:  “O governo de oito anos tão criticado fez mais do que este que está aí”, frisou.

 Novas ideias

O deputado José Bonifácio chamou atenção para um debate qualitativo em busca de um perfil que realmente possa ser candidato e atender o desejo que o povo busca. "Não vamos viver mais de passado vamos para frente que o Tocantins precisa é de futuro", disse.

A deputada Solange Duailibe afirmou que o que se vê é que existe uma agenda negativa por parte do governo. “Sabemos que atrás daquela cadeira tem um governante que tem história nesse Estado”, defendeu.