Palmas

Foto: Divulgação

O prefeito de Guaraí, Genésio Ferneda, visitou na tarde desta quarta-feira, 05, o Núcleo de Compostagem da Prefeitura de Palmas implantado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (Seder), onde toneladas de galhadas e grama de podas se transformam em adubo orgânico a ser doado para horticultores da comunidade.

Um dos maiores desafios da humanidade é destinar de maneira adequada e correta o lixo produzido diariamente nas grandes cidades, pequenos povoados e até mesmo na zona rural. A Prefeitura de Palmas implantou em 2013 o Núcleo de Compostagem que tem chamado a atenção de moradores, empresas e autoridades graças ao excelente desempenho na sua utilização como adubo orgânico e também pelo ganho ambiental da prática.

“Eu estou impressionado com a qualidade e a capacidade de uso deste material. Ele, além de livrar o município de toneladas de lixo, ainda proporciona melhoria no solo de hortas e plantios, além de trazer economia para o município que deixa de comprar toneladas de adubo”, afirmou Ferneda.

De acordo com o gestor, Guaraí já conta com duas hortas comunitárias e em breve a administração irá implantar um programa de fomento às hortas urbanas. “Viemos até aqui conhecer esta tecnologia e também as hortas comuntárias, pois, vamos implantar em Guaraí os chamados quintais verdes ou quintais produtivos”, disse Ferneda, acrescentando que a intenção é enriquecer a alimentação da comunidade além de incentivar a limpeza e uso dos quintais, afastando a possibilidade da dengue e outras mazelas.

O secretário municipal de desenvolvimento rural, Roberto Sahium, explicou todo o processo a que as galhadas são expostas até tornarem-se prontas para a aplicação nas hortas e plantios. “Nós produzimos aqui um adubo 100% orgânico, sem vestígios de herbicidas, sem sementes de capim, muito comuns em esterco de gado e sem fungos ou bactérias patogênicas”, ressaltou Sahium explicando que após passar por altas temperaturas o adubo que é feito no núcleo sai para as hortas esterilizado.

Ainda de acordo com o secretário, a Seder está produzindo dois tipos de material que sãos entregues nas 17 hortas comunitárias da capital. “Temos um refinado que pode ser aplicado diretamente nos canteiros e um que sofreu um corte um ‘pouquinho’ mais grosso que usamos como cobertura para proteger o solo”, frisou Sahium.

De acordo com os técnicos da Seder o adubo oriundo da compostagem orgânica é resultado de decomposição utilizando organismos biológicos, como bactérias e fungos. Estes microorganismos agem fazendo com que este material se transforme na sua fase final, em húmus, que ao ser incorporado ao solo contribui sobremaneira para a alteração de suas condições físicas.

O composto aumenta a porosidade, melhorando a absorção de água, favorecendo a proliferação de microorganismos e minhocas, além de interferir positivamente na troca catiônica entre os nutrientes existentes no solo, essenciais para o bom desenvolvimento das culturas.

O Núcleo

O objetivo do Núcleo de Compostagem é transformar em adubo orgânico todas as galhadas de podas de árvores, gramas e demais folhagens oriundas da área urbana de Palmas e então transformá-las em adubo.

Até o momento mais de 2.400 toneladas de galhadas já foram trituradas e transformadas em 600 toneladas de material que encontram-se em decomposição com o uso de um composto orgânico para transformá-lo em adubo.

Empresas como a Rede Celtins e a Saneatins aprovaram a ação e passaram a destinar as galhadas e folhagens que recolhem para o Núcleo de Compostagem da Seder. (Secom Palmas)