Polí­cia

Nesta sexta-feira, 7, os candidatos matriculados no Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar do Tocantins participaram de aula inaugural no auditório do Quartel do Comando Geral (QCG). Ao todo, 406 pessoas foram selecionadas para esta última fase do concurso. Ao fim da fase de treinamentos, o Tocantins estará melhor colocado do que a média nacional, proporcionalmente, em número de habitantes por policial.

Ao dar as boas vindas aos futuros soldados, o governador Siqueira Campos destacou o rigor e a ética que devem permear a conduta profissional dos militares, para que reforce a admiração, a confiança e o respeito à Polícia Militar do Tocantins.

“É um honra imensa ser soldado. Vocês estão aqui porque passaram em concurso público, e não há nenhum aqui que foi protegido, vocês entraram aqui pelo valor de cada um, então entendam isso e se conduzam como verdadeiros homens e mulheres responsáveis pela segurança e pelo bem estar das populações onde vão servir”, disse Siqueira Campos sob aplausos dos candidatos.

Dentre as ações realizadas nos últimos anos, como a compra de viaturas, lei da progressão, e promoções, o Comandante da Polícia Militar, Coronel Benício, destacou que a principal delas foi a realização do concurso público, já que os novos policiais vão suprir a deficiência de efetivo. “Essa convocação é a mais importante de todas elas, isso faz com que a Polícia renove seu efetivo”, salientou.

Novos soldados

Com 406 candidatos convocados para o Curso de Formação, devem ser incorporados a Policia Militar 366 homens e 40 mulheres.  “Com muita honra e estima que tenho a expectativa em fazer parte desta corporação não só para tender nossos objetivos pessoais, mas também para atender os anseios da sociedade, buscando a paz e a tranquilidade”, disse o estudante de Direito Max Douglas, 24 anos.

Para os futuros militares, chegar a esta etapa do concurso é o resultado de muito esforço e dedicação. “Foi um processo longo e árduo, a concorrência foi muito grande”, lembrou Guilherme Martins, 27 anos.

Hallyohanna Parrião também foi aprovada para a última fase do concurso e poderá ser uma das 40 novas policiais do Estado.  Segundo ela, será “uma oportunidade de mudança de vida, de ajudar a população”, revelou.

Para Humberto Vaz, participar desta última fase é a possibilidade de realização de um sonho que era do seu avô: ter um policial na família.  “Vou proteger a sociedade acima de tudo”, garantiu.

Fases

O concurso público para o Quadro de Praças Policiais Militares possui um total de seis etapas. A 1ª etapa, de caráter classificatório e eliminatório, consistiu em avaliação intelectual de conhecimentos, mediante a aplicação de prova escrita objetiva e discursiva para mensurar conhecimentos gerais e específicos; a 2ª etapa, de caráter apenas eliminatório, consistiu na realização de exame de capacidade física, pertinente ao exercício do cargo público; a 3ª etapa, também de caráter eliminatório, foi para avaliação psicológica dos candidatos; e a 4ª etapa, para realização de exames médicos e odontológicos.

A 5ª e 6ª etapas são realizadas simultaneamente e consiste na realização de investigação social do candidato, a fim de verificar sua idoneidade moral para o exercício do cargo público. A fase conclusiva do certame é o Curso de Formação de Soldados.

O curso tem duração de seis meses e pagará uma bolsa-auxílio de R$ 800 para os participantes matriculados. Durante este período, os candidatos passarão por treinamento para atuarem no policiamento ostensivo e no combate à violência. (ATN)