Campo

Foto: Divulgação

O governo do Tocantins iniciou as discussões para a institucionalização do novo modelo do Cadastro Ambiental Rural (CAR), que deverá funcionar por meio do Sistema de Gestão do CAR (SIGCAR). Na tarde dessa segunda-feira, 10, servidores da Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semades) e Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) estiveram reunidos avaliando o funcionamento da plataforma on-line.

O Sistema possibilita o registro da propriedade rural, seja ela de pessoa física ou jurídica, informando apenas os limites do imóvel e o município de localização. Informações como áreas degradadas, vegetação, hidrografia e Áreas de Preservação Permanente (APP) da propriedade cadastrada serão geradas automaticamente.

Segundo Maria Amélia Fernandino, coordenadora de Informações e Inteligência Ambiental da Semades, através do SIG-CAR os produtores terão uma ferramenta eletrônica eficiente e rápida para inserir as informações da propriedade rural. Além disso, será criado um banco de dados integrado com as informações do governo federal.

Outra vantagem do SIG-CAR será a qualidade das imagens. O governo do Estado vai adquirir imagens de satélite em alta resolução que mostrem informações mais precisas sobre a malha hidrográfica do Tocantins. “Queremos garantir uma base cartográfica mais criteriosa para a realização do CAR. Por isso, já estamos na frente de muitos estados e servindo de modelo para eles, porque estamos pensando a longo prazo”, ressalta Maria Amélia.

CAR

A adesão ao CAR será de até dois anos e começará a contar assim que for assinada a instrução normativa pela ministra do meio ambiente, Izabella Teixeira. O cadastro é obrigatório e foi criado pelo Novo Código Florestal, Lei Federal Nº 12.651, de 25 de maio de 2012.

O governo do Estado vai realizar o cadastro gratuito para as propriedades da agricultura familiar. Para isso, conta com recursos de R$ 40 milhões do Fundo Amazônia e cerca de R$ 12 milhões de contrapartida do Governo do Estado, Banco Mundial e Programa de Investimento Florestal (FIP). (Ascom/Semades)