Polí­cia

Foto: Divulgação

Delegacia Regional de Dianópolis, indiciou pela prática do crime de homicídio; Cássio Fernando do Nascimento, 27 anos, conhecido como “Galeguinho de Deus”. Ele é suspeito de ter assassinado pelo menos 10 pessoas em Goiás, Minas Gerais, Distrito Federal e Tocantins. Foi identificado como sendo o autor de um homicídio ocorrido em 2013, no assentamento Gleba Olho D’ Água, na zona rural daquele município.

Segundo moradores, o acusado que só se identificava pelo apelido de “Goiano”, chegou à localidade com o pretexto de adquirir uma área de terra, porém, ali permaneceu por cerca de 40 dias sem nada comprar. Ele nunca falou o seu verdadeiro nome e nem de onde veio, o que provocou o estranhamento das pessoas.

No dia de 20 de dezembro de 2013, o suspeito estava ingerindo bebida alcoólica em companhia de Célio da Silva, conhecido por “Bicudo”, em dado momento, houve uma discussão entre ambos e Cássio, armado com uma faca, desferiu um único golpe na garganta de Bicudo, o que ocasionou sua morte instantânea. Após cometer o crime, o indiciado antes de fugir, deixou recado dizendo que a vítima tinha passado mal.

Policiais Civis obtiveram informações sobre a prisão de um indivíduo na cidade de Brasília, com as mesmas características físicas do autor do crime praticado na zona rural de Dianópolis. Em contatos com a polícia do DF, os agentes receberam fotos, bem com a qualificação do elemento capturado.

De posse dessas informações, a equipe comandada pelo Delegado Ibanez Ayres, voltou ao local do crime, onde a foto do possível homicida foi mostrada às testemunhas, as quais de imediato o reconheceram como sendo o autor do crime que vitimou “Bicudo”.

O elemento foi identificado e preso pela PC do Distrito Federal no dia 29 de janeiro deste ano, com ele a polícia apreendeu um revólver e uma espingarda calibre 12, com 30 cartuchos intactos.

Mediante o resultado das investigações tocantinense, foi representado pela prisão preventiva do indivíduo, a qual deve ser expedida nos próximos dias. Com o documento em mãos, uma equipe da 8ª Regional se deslocará até Brasília para ouvir o preso e dar cumprimento ao referido mandado de prisão. (Com informações da SSP)

Por: Redação

Tags: Dianópolis, Polícia Civil