Polí­cia

Foto: Divulgação

Em Ponte Alta do Tocantins, a 187 km de Palmas, José Ribeiro das Neves, 38 anos, está desaparecido há cerca de sete meses. O Conexão Tocantins ouviu na tarde desta quarta-feira, 05, Maria do Bonfim Ribeiro das Neves, 40 anos, irmã de José, que contou que o irmão passava por momentos difíceis por ser viciado em álcool.

Maria do Bonfim afirmou ao Conexão Tocantins que José é alcoólatra e estava há aproximadamente oito dias sem conseguir dormir, o mesmo conheceu um homem, que segundo Maria, ofereceu ajuda dizendo que levaria José a um curandeiro na cidade de Almas, há mais ou menos uma hora e meia de Ponte Alta, para que se tratasse. “Meu irmão bebia muita pinga, e aí conheceu Domingos que disse a ele que o problema que ele tinha era coisa ruim que uma mulher tinha feito pra ele”, explanou Maria.

Segundo informações de Maria, José embarcou no dia 11 de agosto do ano passado com Domingos em direção a Almas, atrás desse curador. Dias depois, aproximadamente no dia 15, Domingos retornou a casa de Isabel Ribeiro dos Santos, mãe do desaparecido, dizendo que José teria fugido da casa onde eles estavam em Almas à meia noite do dia 13 em destino desconhecido.

A irmã questiona ainda a demora na investigação por parte da Polícia. “O Domingos disse que foi na delegacia de lá, de Almas, nós aqui também já fomos na delegacia, o delegado disse que ia investigar, mas até agora nada”, afirmou Maria do Bonfim insatisfeita com a ausência de notícias e ainda disse: “Pedimos e oramos todos os dias para que ele volte ou esteja bem, minha mãe chora e pensa que o filho ainda está vivo”afirma.

O delegado George Luiz Martins Dias, da Delegacia de Polícia de Almas, afirmou ao Conexão Tocantins, que na época após denuncia, foram feitas diligências mas não conseguiram localizar o paradeiro de José.

O Conexão Tocantins tentou por várias vezes ouvir o delegado de Ponte Alta, mas até o fechamento dessa matéria não obteve êxito.