Saúde

O Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde de Gurupi realiza na segunda-feira, dia 10, o lançamento da campanha de introdução da vacina contra o vírus do papiloma humano (HPV) no calendário de vacinação.  

A Abertura da campanha na cidade acontece às 08 horas, na Escola Municipal Gilberto Rezende, localizada no Setor Pedroso. Também no mesmo dia e horário, as técnicas da  Secretaria de Saúde estarão atendendo nas escolas Ilsa Borges, Antônio de Almeida Veras, Odair Lúcio, Joel Ferreira e Orlindo Pereira da Mota.

A coordenadora do Departamento de Vigilância Epidemiológica,  Érica Weber Vieira, explica que será disponibilizada a primeira dose para meninas de 11, 12 e 13 anos e que no mês passado, a Secretaria Municipal da Saúde promoveu uma capacitação com profissionais de saúde do município, na qual foram discutidos aspectos importantes sobre o funcionamento da Introdução desta vacina. 

Para a coordenadora, a imunização não resolve o problema do câncer de colo do útero, mas possibilita maior proteção para um número maior de mulheres. "Nós estamos pegando esta faixa etária neste momento porque a maior eficácia da vacina é antes do início da atividade sexual" afirmou Érica. 

Em Gurupi, 2.086 meninas de 11, 12 e 13 anos podem receber a vacina no município, sendo que a meta é atingir pelo menos 80%  desse grupo”, informou a coordenadora Érica Vieira, ressaltando que até final do mês de março todas as escolas públicas e privadas serão visitadas pelas equipes de saúde para elaboração de um cronograma e entrega de uma carta aos pais e/ou responsáveis com informações sobre a vacina. Além disso, em algumas escolas serão organizadas palestras educativas para esclarecer dúvidas sobre a doença e a imunização. 

A coordenadora também explicou que os pais que não autorizarem a vacinação das filhas deverão preencher um termo de recusa que será distribuído pela escola para ser devolvido à mesma. Quem optar pela imunização diretamente nos postos de saúde, poderá procurar qualquer Unidade Básica de Saúde do município. 

Sobre a vacina

A vacina contra o HPV que será utilizada é a quadrivalente, que previne contra quatro tipos de HPV (6, 11, 16 e 18). Dois deles (16 e 18) respondem por 70% dos casos de câncer de colo de útero. Até então, esta vacina era ofertada apenas na rede privada. A imunização é oferecida em três doses via intramuscular: a segunda é aplicada seis meses após a primeira, e a terceira, cinco anos depois. O HPV é um vírus que possui mais de cem variações, e é transmitido principalmente por meio de relação sexual, pelo contato direto com a pele ou mucosas infectadas, infectando cerca de 290 milhões de mulheres em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

No Brasil, o câncer do colo do útero é o segundo tipo de câncer mais frequente entre mulheres, após o câncer de mama, e representa hoje a quarta principal causa de morte por neoplasias entre mulheres. A vacinação, conjuntamente com as atuais ações para o rastreamento do câncer do colo do útero, possibilitará, nas próximas décadas, prevenir essa doença, diminuindo a morbimortalidade entre as mulheres no Brasil.