Geral

Foto: Divulgação

Continuando a programação do "Mulheres em Ação", realizada pela Superintendência da Mulher, Direitos Humanos e Equidade  (Sumudhe) em alusão ao Dia Internacional da Mulher, graças a uma parceria com a Fundação Cultural de Palmas, os frequentadores da Feira do Bosque puderam conferir algumas  atividades culturais, entre elas a apresentação do Grupo Capoeira Azibo e a música da cantora tocantinense Keila Lipe, no domingo 09. 

Na ocasião, a equipe da Sumudhe distribuiu kits, com material informativo acerca da violência contra as mulheres, como a Lei Maria da Penha, e também preventivo, aos frequentadores e aos feirantes da Feira do Bosque.

A superintendente da mulher, direitos humanos e equidade, Gleidy Braga, ressaltou o alto número de violência contra as mulheres que chega ao nível de 01 a cada 05 segundos no Brasil. "Temos o show para comemorar,  mas este é também um momento de conscientização acerca deste alto número de violações aos direitos das mulheres", disse. 

Esporte em pauta

No sábado, 08 de março, Dia Internacional das Mulheres, a equipe da Prefeitura esteve em Taquaruçu na realização da Segunda Copa 08 de Março de Futebol Feminino, a partir das 08 horas e no centro da cidade às 17 horas para a I Corrida Feminina de Palmas. Essas atividades contaram com a parceria e promoção Fundação Municipal de Esportes (Fundesportes). 

"A iniciativa da Fundesportes é importante porque incentiva a mulher a participar do esporte, principalmente o futebol que ainda é uma modalidade bastante masculina. Me sinto contemplada com as competições.  Ter um campeonato hoje, no 08 de Março é importante e com a participação massiva nos mostra que é preciso ampliar e investir mais nisso", destacou Gleidy que completou parabenizando a Fundesportes pela iniciativa.

 O preconceito

A jogadora do GEP Paraíso, Jaqueline de Souza, destacou que já sofreu preconceito por jogar futebol, mas aos poucos isso vem mudando. "Já ouvi muitas vezes que futebol era só para homens, que não era um esporte feminino, mas aos poucos eu vejo que a aceitação está vindo", destacou ao informar ainda que o futebol mudou a sua vida.  "Não consigo imaginar minha vida sem o esporte", finalizou. 

O presidente da Liga Palmense de Futebol Socyte, Josivan Cantuário, relatou que a experiência de trabalhar o futebol feminino tem sido positiva. "Vemos a importância de buscar a valorização e a conquista do espaço, e só se alcança isso com a realização de momentos com este", disse. 

A programação da Prefeitura de Palmas continua durante toda esta semana com rodas de conversa junto aos trabalhadores da construção civil e comunidade em geral, sessão solene na Câmara Municipal, além de blitz e panfletagem. (Secom Palmas)