Polí­tica

Foto: Divulgação

A primeira etapa do Movimento por uma Alternativa de Mudança, realizado pelo Partido Verde, foi concluída na manhã do último sábado (08), num grande encontro na Câmara de Vereadores de Dianópolis, que reuniu membros da população, representantes da sociedade organizada e lideranças políticas de diversos partidos das cidades de Almas, Porto Alegre do Tocantins, Taipas, Novo Jardim, Rio da Conceição, Natividade, Taguatinga, além de Dianópolis. Ao todo, foram mais de 100 pessoas que participaram do evento e deram sua contribuição para a mudança no Tocantins.  “Essa é a prova que o Movimento por uma Alternativa de Mudança tem a simpatia de todos. Isso porque o movimento quer promover um debate em prol do Tocantins e seu povo. Estamos ouvindo os diversos setores da sociedade para que todos contribuam para a construção de um projeto de desenvolvimento para o nosso Estado, que seja plural e democrático, atendendo às necessidades reais da população e que possa promover as mudanças que o nosso povo espera e merece”, afirmou o presidente do PV no Tocantins, deputado Marcelo Lelis.

Entre as lideranças políticas presentes na reunião estiveram a vice-prefeita de Dianópolis, Maguinha (PPS), o ex-prefeito da cidade, José Salomão (PT), o prefeito de Taipas, Joaquim Carlos (PSD), o vice-prefeito de Almas, Jurimar Trindade (PSD), além de vereadores e lideranças políticas de cidades da região de diversos partidos.

“O PV veio apresentar à sociedade um novo jeito de fazer política, que é feito dessa forma, ouvindo a todos indistintamente. Muitas vezes os planos de Governo são feitos dentro de gabinetes, por duas ou três pessoas. O PV quer mudar e fazer diferente. O PV quer que a população contribua, porque o povo sabe melhor que qualquer governante quais são suas necessidades”, relatou o vice-presidente do PV no Estado, deputado Freire Júnior.

Para o vereador Joaquim Maia, presidente do Diretório Metropolitano do PV de Palmas, é preciso pensar no futuro do Tocantins e que ele seja construído com a participação de todos. “Temos que olhar para frente, pensar numa forma de gestão planejada para o nosso Estado, que pense no desenvolvimento do Tocantins de forma estratégica. Só assim conseguiremos avançar e dar oportunidade do povo viver com dignidade”, refletiu Maia.

A reunião do Movimento por uma Alternativa de Mudança em Dianópolis foi coordenada pelo presidente do PV na cidade, vereador Júnior Trindade, que enfatizou a importância da iniciativa. “Queremos dar voz ao povo, que é quem realmente tem que contribuir”, considerou.

Problemas da região

A saúde, segurança, educação, melhoria na infraestrutura das estradas e o fortalecimento da economia regional foram os principais temas debatidos pela população durante a reunião do Movimento por uma Alternativa de Mudança em Dianópolis. “A região Sudeste é carente e precisa de mais apoio”, disse a vice-prefeita de Dianópolis, Maguinha.

“Os problemas na nossa região são muitos. Há muito tempo o Governo do Estado não olha para a Região Sudeste. Nossas estradas estão em péssimo estado, causando acidentes e provocando mortes. A saúde está ruim. Nosso Hospital toda vez que chove fica inundado. Vivemos um clima de insegurança na região, com o aumento da criminalidade. Isso tem que mudar. A população não suporta mais isso”, relatou o ex-prefeito de Dianópolis, José Salomão.

O prefeito de Taipas, Joaquim Carlos, elogiou a iniciativa do PV e declarou seu apoio ao Movimento por uma Alternativa de Mudança. “O Tocantins precisa de ações como essas, que possam unir a sociedade por um único objetivo, que é o progresso de nosso Estado”, disse.

Ao final do encontro, o PV fez o plantio da Árvore da Esperança na casa da Dona Dé, uma personalidade tradicional em Dianópolis. A Árvore da Esperança representa o compromisso de todos que participaram do movimento com o futuro do Tocantins e seu povo.

Dia da Mulher

A reunião do Movimento por uma Alternativa de Mudança também teve uma homenagem às mulheres, pelo dia 08 de março. Foi instalado o PV Mulher em Dianópolis, que terá a professora Alveranda Costa como presidente. “A participação da mulher no Movimento é muito importante, porque ela sabe das dificuldades vividas no dia-a-dia das famílias. Por isso o PV quer fortalecer os movimentos femininos do partido e fará isso em todos os municípios onde o PV estiver”, revelou Marcelo Lelis.

A próxima edição do Movimento por uma Alternativa de Mudança acontece no Bico do Papagaio, a partir desta quinta-feira (13), quando visita as cidades de Angico, Luzinópolis, Cachoeirinha, São Bento, Esperantina, São Sebastião, Buriti do Tocantins e Araguatins. 

Por: Redação

Tags: Dianópolis, Marcelo Lelis, PV, Taipas