Campo

Foto: Divulgação

A Diretoria de Fomento à Agropecuária (Difa), da Secretaria Estadual da Agricultura e Pecuária (Seagro), inicia, na próxima segunda-feira, dia 24, as visitas de monitoramento de pragas e doenças nas culturas de abacaxi e banana. A equipe de técnicos irá percorrer ao todo 25 propriedades rurais dos municípios da região central e centro-norte

“Nesta primeira semana vamos visitar plantações em Porto Nacional, Aparecida do Rio Negro, Monte do Carmo, Miracema, Miranorte, Rio dos Bois, Santa Maria, Pedro Afonso, Pequizeiro e Pau D’Arco”, disse o coordenador de Fomento à Produção Vegetal, setor ligado à Difa, José Américo Vasconcelos, acrescentando que o monitoramento conta com a parceria da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec).

Conforme o coordenador, o monitoramento vai acontecer nas propriedades cadastradas ao PI. “Além de visitasin loco aos agricultores cadastrados, também vamos capacitar os produtores que ainda não integram o programa sobre a identificação de pragas e doenças que atingem as culturas de abacaxi e banana, e explicar como funciona a Produção Integrada”, explicou.

PI Brasil

Segundo Vasconcelos, ao longo do ano, serão visitadas cerca de 90 propriedades cadastradas ao programa de Produção Integrada Brasil (PI). Ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o programa visa à produção sustentável trabalhando com o desenvolvimento de culturas economicamente viáveis, socialmente justas, e ecologicamente corretas.

Para o secretário executivo da Agricultura e Pecuária, Ruiter Padua, o monitoramento é de extrema importância para o agricultor, ao passo em que garante a qualidade das culturas no Estado. “Com estas visitas será possível detectar onde há problemas com pragas e doenças, tomando as medidas necessárias de controle e, ao mesmo tempo, evitar o uso de defensivos agrícolas de forma desnecessária”, frisou Padua.

Pragas e doenças

Segundo Vasconcelos, na cultura de abacaxi, a fusariose, doença causada por infecção do fungo gênero Fusarium é a doença mais comum. Já no cultivo de banana, a sigatoka é a mais frequente, também de origem fúngica, causada pelos fungos Mycosphaerella musicola ouMycosphaerella fijiensis.

Já as pragas mais comuns são a cochonilha (Dysmicocius breinpes) e a broca do fruto (Strymon megarus), nos plantios de abacaxi, e a broca do rizoma, também conhecido como “moleque da bananeira” (cosmopolites sordidus), nas lavouras de banana.

Produção

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2012 foram produzidas 34.270 toneladas de abacaxi, em uma área plantada de 1.299 hectares. Já a produção de banana chegou a 26.065 toneladas, em uma área plantada de 4.253 hectares, em 2012. (Ascom/Seagro)