Campo

Foto: Divulgação

 Estão abertas as inscrições para o 1º Seminário Selo Combustível Social do Tocantins. Os interessados devem efetuar a inscrição através do site da Secretaria da Agricultura e Pecuária - Seagro - (seagro.to.gov.br/), e clicando no ícone do selo de combustível social. O evento é uma organização do Governo do Estado, por meio da Seagro, e será realizado nos próximos dias 10 e 11 de abril, no auditório do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFTO). Além de técnicos da Seagro, o Seminário contará com palestrantes do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), do Ministério de Minas e Energia (MME), e outros. 

O principal objetivo do seminário é inteirar produtores da agricultura familiar, empresas produtoras de biocombustível e sociedade em geral sobre os benefícios do combustível renovável, oriundo principalmente de óleos vegetais, como mamona, soja, girassol e amendoim. Para isso, a Seagro vem mobilizando produtores de municípios do Tocantins onde já existe tradição de plantio de oleaginosas, como Santa Rosa, Silvanópolis e São Valério.

Durante o seminário o consultor técnico da coordenação geral de biocombustível do MDA, Volnei Porfírio da Silva, apresentará ‘Selo Combustível Social: Instrumento de Inclusão Social e Econômica da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Regional’. Já o diretor do departamento de combustíveis renováveis do MME, Ricardo Dornelles, irá abordar a realidade e as perspectivas do Selo.

“O Tocantins é um estado com grande potencial para produção de grãos. Através desse seminário será possível informar os agricultores familiares sobre os benefícios de firmar contrato com empresas que estão inseridas no Programa Selo Combustível Social”, explicou o secretário da Agricultura e Pecuária Júnior Marzola, que apresentará a palestra ‘As políticas de incentivos ao projeto de biodiesel e à agricultura familiar’. 

Segundo a coordenadora de Biocombustível da Seagro, Patriccia da Cruz Ramos, cerca de oito caravanas são esperadas para o seminário. “É importante mobilizar os produtores da região já que o seminário proporcionará mais conhecimento a todos. Esperamos também estudantes e técnicos que se interessam pelo tema, visto que esse será o primeiro seminário com essa temática no Tocantins”, comenta. (Ascom/Seagro)